SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4MOSCAS FRUGÍVORAS E SEUS PARASITOIDES NO POLO DE FRUTICULTURA DE LIVRAMENTO DE NOSSA SENHORA, BAHIA,COM REGISTRO DE INTERAÇÕES INÉDITASEFEITO DA CONCENTRAÇÃO E ÉPOCA DE APLICAÇÃO DE TIDIAZURON NA FRUTIFICAÇÃO E PRODUÇÃO DE FRUTOS DA MACIEIRA ‘ROYAL GALA’ índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SOUSA, LEONARDO DA SILVA et al. MOSCAS-DAS-FRUTAS (DIPTERA: TEPHRITIDAE) E SEUS PARASITOIDES EM DIFERENTES GENÓTIPOS DE CAJÁ EM UM POMAR COMERCIAL DE TERESINA, PIAUÍ. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.4, e-725.  Epub 09-Out-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017725.

Objetivou-se com este trabalho identificar e quantificar a infestação de espécies de moscas-das-frutas e seus parasitoides, associadas a 20 genótipos de cajazeira (Spondias mombin L.) em um pomar comercial no município de Teresina-PI. Frutos caídos foram coletados, e armadilhas com atrativo alimentar foram instaladas no pomar, no período de janeiro a dezembro de 2012. Foram coletados 6.560 frutos (79, 58 kg), obtendo-se 23.059 pupários, dos quais emergiram 10.080 moscas-das-frutas do gênero Anastrepha e 4.984 parasitoides braconídeos. A espécie A. obliqua foi a predominante, com 99, 92 %. Os genótipos F16P13 e F11P10 apresentaram maiores índices de infestação, e os genótipos F15P11 e F04P01, os menores. Os principais parasitoides coletados foram Opius bellus (77, 65 %), Doryctobracon areolatus (19, 88 %) e Utetes anastrephae (2, 47 %). O índice de parasitismo médio entre os genótipos foi de 30, 46 %. Nas armadilhas, foi coletado um total de 1.434 moscas-das-frutas, cujas espécies encontradas foram: A. obliqua, (97, 6 %), A. serpentina (1,4 %), A. fraterculus (0,4 %), A. striata (0,4 %), A. dissimilis (0,1 %), A. pseudoparallela (0,1 %). A espécie A. obliqua foi a predominante na área, com base na análise faunística calculada. O índice de infestação no pomar foi relevante durante cinco meses (janeiro a maio), período de disponibilidade de frutos de cajazeira. Houve uma correlação significativa negativa entre o número de moscas-das-frutas no pomar e a temperatura média do ar, e correlação significativa positiva com a precipitação pluviométrica e umidade relativa do ar. Entretanto, o principal fator constatado que influenciou o índice de infestação no pomar de cajazeira foi à disponibilidade de frutos.

Palavras-chave : Spondias mombin; Anastrepha obliqua; Opius bellus; Armadilhas tipo “PET”.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )