SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número4PARÂMETROS DE TROCAS GASOSAS EM DIFERENTES PORTA ENXERTOS DE Prunus SPP. SUBMETIDOS AO ESTRESSE POR SECA E ALAGAMENTOASSOCIAÇÃO ENTRE CARACTERES EM FISÁLIS: UMA FERRAMENTA PARA SELEÇÃO INDIRETA DE PLANTAS SUPERIORES índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

PASA, MATEUS DA SILVEIRA et al. APLICAÇÃO DE AMINOETOXIVINILGLICINA (AVG) NO INÍCIO DA PRIMAVERA AUMENTA A FRUTIFICAÇÃO EFETIVA E PRODUTIVIDADE DE PEREIRAS ‘ROCHA’. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.4, e-982.  Epub 27-Nov-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017982.

A baixa frutificação efetiva é um dos principais fatores responsáveis pela baixa produtividade dos pomares de pera no Brasil. O etileno está associado com a abscisão de flores e frutos jovens. Logo, a aplicação de inibidores da síntese de etileno, como AVG, apresenta potencial para aumentar a frutificação efetiva de pereiras. Objetivou-se a avaliação do efeito da aplicação de AVG, em diferentes doses e épocas, na frutificação efetiva, na produtividade e na qualidade de frutos de peras ‘Rocha’. O estudo foi conduzido em um pomar comercial localizado no município de São Joaquim-SC, durante as safras de 2014/2015 e 2015/2016. O material consistiu em plantas da cultivar Rocha enxertadas no porta-enxerto de marmeleiro ‘BA29’. O AVG foi testado em diferentes doses (60 mg L-1 e 80 mg L-1) e épocas de aplicação [plena floração, uma semana após a plena floração (SAPF) e duas SAPF], tanto isolados quanto combinados. O delineamento experimental foi de casualização por blocos, com pelo menos cinco repetições de uma planta cada. Foram avaliados a frutificação efetiva, o número de frutas por planta, a produção por planta, a produtividade estimada, a massa de fruta, o retorno de floração e a qualidade das frutas. A frutificação efetiva e a produtividade foram consistentemente aumentadas pela aplicação isolada de AVG nas doses de 60 mg L-1 e 80 mg L-1, seja a uma, seja a duas semanas após a plena floração, sem afetar negativamente a qualidade de frutos e o retorno da floração.

Palavras-chave : Pyrus communis; reguladores de crescimento de plantas; inibidor de etileno; queda de fruto; qualidade de fruto.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )