SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número5MORFOANATOMIA DE Garcinia madruno (KUNTH) HAMMEL (CLUSIACEAE) SOB CONDIÇÕES DE ALAGAMENTOETANOL E ÓXIDO NÍTRICO NA MANUTENÇÃO DA QUALIDADE DE MAÇÃS ‘GALAXY’ ARMAZENADAS EM ATMOSFERA CONTROLADA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

MARTIN, MARIUCCIA SCHLICHTING DE et al. PERAS ‘ROCHA’ ARMAZENADAS EM ATMOSFERA CONTROLADA COM ULTRABAIXO O2 E COM BAIXO O2 ASSOCIADO A DIFERENTES TEORES DE CO2. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.5, e-143.  Epub 18-Dez-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017143.

O armazenamento de peras ‘Rocha’ em atmosfera controlada (AC) mantém a qualidade dos frutos por períodos prolongados. Contudo, condições inadequadas de AC podem favorecer a perda da capacidade de amadurecimento e a ocorrência de escurecimento de polpa nos frutos. Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos de AC com ultrabaixo O2 (UBO), e com baixo O2 (BO) associado a diferentes teores de CO2 sobre o amadurecimento e a ocorrência de escurecimento de polpa em peras Rocha. Os tratamentos avaliados foram: pO2 = 0,5 kPa (UBO) e pCO2 < 0,03 kPa; pO2 = 1,0 kPa (BO) e pCO2 < 0,03 kPa; pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 1,0 kPa; pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 2,0 kPa; e pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 3,0 kPa. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os frutos foram colhidos em Vacaria, RS, e armazenados nas cinco diferentes condições de AC durante 270 dias (-0,5±0,1 ºC e umidade relativa de 96±2%). Os frutos foram avaliados após o armazenamento em AC em relação às taxas respiratória e de produção de etileno, cor da casca, firmeza de polpa, atributos de textura, acidez titulável (AT), teor de sólidos solúveis (SS), análise sensorial, incidência e severidade de escurecimento de polpa e cor da polpa. Os frutos armazenados em BO com pCO2 < 0,03 kPa apresentaram menor perda de firmeza de polpa, além de uma coloração da casca mais amarela. Não houve diferença entre as condições de armazenamento para a análise sensorial, teor de SS e AT. A condição de BO com pCO2 = 3,0 kPa apresentou maior incidência e severidade de escurecimento de polpa. As condições de pO2 = 0,5 kPa e pCO2 < 0,03 kPa) e pO2 = 1,0 kPa e pCO2 = 1,0 kPa são as mais indicadas para o armazenamento de peras ‘Rocha’.

Palavras-chave : Pyrus communis; escurecimento de polpa; distúrbio fisiológico; amadurecimento; textura.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )