SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número especialFREMONT - IAC 543 : TANGERINA COM POTENCIAL PARA O MERCADO BRASILEIRO‘SCS421 CAROLINA’, PRIMEIRA CULTIVAR DE PEREIRA-JAPONESA DESENVOLVIDA NO BRASIL índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

ARANTES, RENAN FIACADORI; ANDRADE, DANIEL JUNIOR DE; AMARAL, INGRID  e  MARTINS, ANTONIO BALDO GERALDO. AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE LICHIA VISANDO FONTES DE RESISTÊNCIA AO ÁCARO Aceria litchii. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.spe, e-816.  Epub 09-Fev-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017816.

Desde o aparecimento do ácaro-da-erinose Aceria litchii no Brasil, a produtividade das lichieiras (Litchi chinensis) vem diminuindo nas principais regiões produtoras. Os objetivos do trabalho foram avaliar variedades de lichieiras quanto às reações de alimentação de A. litchii, bem como determinar os teores de umidade e de açúcares redutores, visando a fontes de resistência a este ácaro. O experimento foi realizado no Banco Ativo de Germoplasma de Fruticultura e nos Laboratórios de Acarologia e de Biogeoquímica de Solo da FCAV/UNESP. As variedades estudadas foram: Americana, Bengal, Groff, Mauritius e Sweet Clift. Foram realizadas descrições dos sintomas causados por A. litchii e determinaram-se os teores de umidade e de açúcares redutores presentes nas folhas das variedades. Há diferenças entre as variedades com relação à sintomatologia causada por A. litchii quanto à formação e à coloração da erinose. A erinose final, formada na ‘Groff’, ‘Americana’ e ‘Bengal’, é semelhante quanto à coloração e a densidade de eríneos. Os maiores teores, de umidade e de açúcares redutores foram verificados na ‘Bengal’, enquanto os menores teores na ‘Mauritius’. Visualmente no campo, ‘Bengal’, mostrou-se altamente suscetível ao A. litchii, e ‘Mauritius’ foi a que se apresentou menos danificada pela erinose. ‘Sweet Clift’ apresentou-se suscetível ao A. lichii semelhante à variedade Bengal. Os resultados obtidos são pioneiros no Brasil e fornecem subsídios para programas de melhoramento de lichieiras resistentes ao ácaro-da-erinose.

Palavras-chave : Ácaro-da-erinose; Eriophyidae; Açúcares redutores; Melhoramento de plantas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )