SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número1Índices paramétricos e não paramétricos aplicados na seleção de progênies de maracujazeiro-azedoCaracterização física, química, microbiológica e sensorial de geleias de Manipuçá para a merenda escolar municipal de Fortaleza-CE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SACOMAN, NAYARA NIELE et al. Resistência ao Cowpea aphid-borne mosaic virus em genótipos de Passiflora setacea germinadas in vitro. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.1, e-607.  Epub 26-Fev-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017607.

O maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis) é uma espécie frutífera de grande importância econômica para o Brasil, porém altamente susceptível ao vírus Cowpea aphid-borne mosaic vírus (CABMV). A espécie P. setacea, em contrapartida, apresenta resistência à doença. O objetivo deste estudo foi identificar genótipos de P. setacea resistentes ao CABMV, visando à introgressão de genes em programas de melhoramento genético do maracujazeiro-azedo. As sementes dos genótipos de maracujazeiro foram germinadas in vitro em meio de cultura MS. A aclimatização das plântulas ocorreu em câmara de crescimento com temperatura de 27± 2 ºC, fotoperíodo de 16h8 e 80% de umidade relativa. Para avaliar a resistência ao CABMV, foram utilizadas 30 plantas de cada genótipo, inoculadas mecanicamente com extrato preparado a partir de folhas coletadas de plantas de maracujazeiro-azedo com sintomas de infecção pelo CABMV. A severidade dos sintomas foliares foi avaliada por meio de uma escala de notas visuais. Após a avaliação visual e a identificação dos genótipos assintomáticos de P. setacea, realizou-se o teste PTA-ELISA em 30 genótipos selecionados. Pela avaliação visual, todos os genótipos de P. setacea foram altamente resistentes ao CABMV, e os genótipos de P. edulis, altamente suscetíveis. Dos 30 genótipos selecionados, apenas o PsRJ 4 foi considerado suscetível pelo PTA-ELISA. Os demais genótipos de P. setacea foram considerados resistentes e apresentam grande potencial de serem utilizados em programas de melhoramento genético do maracujazeiro.

Palavras-chave : PTA-ELISA; virose do endurecimento dos frutos; maracujazeiro; resistência de plantas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )