SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número1Caracterização física, química, microbiológica e sensorial de geleias de Manipuçá para a merenda escolar municipal de Fortaleza-CEFisiologia e qualidade de mudas de Eugenia dysenterica DC,produzidas em substratos em base de vermiculita e casca de arroz carbonizada índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

OLIVEIRA, Márcio José Vieira de; SCHMILDT, Edilson Romais; COELHO, Ruimário Inácio  e  AMARAL, José Augusto Teixeira do. Níveis de AIB e substratos no enraizamento de miniestacas de mamoeiro híbrido UENF/CALIMAN 02 em sistema semi-hidropônico. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.1, e-153.  Epub 26-Fev-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018153.

A miniestaquia é uma técnica com grandes aplicações em várias culturas, devido, principalmente, ao aumento dos porcentuais e qualidade de enraizamento adventício, reduzindo o tempo para a formação da muda clonal. O objetivo deste trabalho foi avaliar níveis de ácido indolbutírico (AIB) e substrato no enraizamento de miniestacas de mamoeiro híbrido UENF/CALIMAN 02. Para a realização do experimento, as miniestacas de mamoeiro foram retiradas de plantas matrizes cultivadas em vasos, em casa de vegetação, induzidas a produzir brotos por meio de podas e aplicações de reguladores vegetais. As miniestacas foram afixadas em substrato vermiculita ou fibra de coco em bandejas alveoladas de isopor com células de 4,5x4.5x5,0 cm. As bandejas de isopor foram então colocadas em bandejas plásticas contendo solução de Hoagland modificada onde foram adicionados diferentes níveis de AIB. Após 45 dias, os brotos enraizados foram avaliados e transplantados para vasos plásticos, de 600 mL de volume, com terra, areia e esterco bovino bem curtido, na proporção 3:1:1, nos quais permaneceram por mais 45 dias, quando foram retirados dos vasos e realizada a avaliação final, quando suas raízes foram lavadas cuidadosamente e foram coletados os dados de comprimento da parte aérea, comprimento da maior raiz, massa seca da parte aérea e do sistema radicular e porcentagem de enraizamento. O experimento foi instalado em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial com cinco níveis de AIB: 0; 2,5; 5,0; 7,5 e 10 mg L-1, dois substratos: vermiculita e fibra de coco, com três repetições e seis miniestacas por repetição. Os níveis de 5,0 mg L-1 AIB e o substrato vermiculita foram os mais adequados para o enraizamento de miniestacas de plantas hermafroditas de mamoeiro ‘UENF/CALIMAN 02’ em sistema semi-hidropônico, em bandejas alveoladas de isopor, com células de 4,5x4,5x5,0 cm.

Palavras-chave : Carica papaya; propagação vegetativa; miniestaquia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )