SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número2Desempenho do maracujazeiro-amarelo em cultivo orgânico sob cobertura mortaParâmetros produtivos e qualitativos de quatro espécies de fisális cultivadas sob telas fotoconversoras coloridas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

LEMOS, Lorena Moreira Carvalho et al. Acúmulo de unidades térmicas e desenvolvimento da inflorescência e do fruto da mangueira ‘Ubá’ cultivada em Visconde do Rio Branco-MG. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.2, e-491.  Epub 12-Abr-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018491.

Há poucas informações na literatura científica sobre florescimento e frutificação da mangueira ‘Ubá’. Essas informações permitem conhecer a proporção de flores hermafroditas na inflorescência, a porcentagem de fixação e as fases de desenvolvimento do fruto. Neste trabalho, foram realizadas avaliações do desenvolvimento da inflorescência e do fruto da mangueira ‘Ubá’ (Mangifera indica L.), além da determinação do número de unidades térmicas necessário para o completo desenvolvimento do fruto. Foram selecionados 30 ramos de cinco mangueiras, em estádio de intumescimento da gema terminal. Com o auxílio de câmara fotográfica e paquímetro, avaliou-se semanalmente o desenvolvimento da panícula e do fruto até o completo desenvolvimento do mesmo. Com o auxílio de um termômetro digital, registraram-se as temperaturas ambientes durante o desenvolvimento dos frutos, com o objetivo de estimar o número de unidades térmicas necessárias para o completo desenvolvimento dos mesmos. Foram realizadas ainda a contagem e a identificação do número de flores masculinas e hermafroditas das panículas. O ciclo de desenvolvimento da manga ‘Ubá’, desde o início do intumescimento da gema apical até à colheita comercial do fruto, teve a duração de 168 dias em 2011 e 154 dias em 2012. O número de flores hermafroditas e a percentagem de fixação dos frutos na inflorescência no ano de 2011 foram de 32,3 e 0,066%, respectivamente; e em 2012, de 122,1 e 0,099%, respectivamente. Houve acúmulo de 3.173 unidades térmicas a partir do intumescimento da gema floral até ao completo desenvolvimento da manga ‘Ubá’.

Palavras-chave : Mangifera indica L.; unidades térmicas; antese; fases fenológicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )