SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número3Combination of uv-c radiation and chitosan films enriched with essential oils for fungi control in papaya ‘Maradol’ índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

MELO, Thiago Anchieta de et al. Efeito do extrato da alga marinha Ascophyllum nodosum sobre mangas ‘Tommy Atkins’ na pós-colheita. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.3, e-621.  Epub 24-Maio-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018621.

O objetivo deste trabalho foi verificar o efeito do extrato de (AN), Ascophyllum nodosumaplicado em diferentes doses, sobre características físico-químicas de mangas ‘Tommy Atkins’, na fase de pós-colheita. As mangas selecionadas foram tratadas com diferentes concentrações do extrato (0%, 0,1%, 0,3%, 0,5% e 1,0%) e armazenadas por 12 dias, a 25±2 °C e 75±5% de UR. Foram avaliados, a cada 3 dias, a perda de massa dos frutos (PM), o ângulo de cor (Hue) (AH), a firmeza, o pH, a acidez titulável (AT), o teor de sólidos solúveis da polpa (°Brix) e o teor de carboidratos da casca. Os experimentos foram conduzidos em DIC, em arranjo fatorial 5 x 5 (concentrações x dias de armazenamento), com quatro repetições. O AN foi eficiente em evitar a PM dos frutos, registrando redução de até 40,2%, como observado na concentração de 0,1% em relação ao controle. Não houve diferença entre as concentrações quanto ao AH, contudo todas diferiram significativamente do controle com AHs maiores, especialmente no 12º dia. A firmeza do fruto foi menor no controle, o pH, aumentou com o tempo de armazenamento e a AT diminuiu, sendo que, para todos esses parâmetros, mangas tratadas com o extrato diferiram do controle. O °Brix da polpa das amostras aumentou com o tempo de armazenamento, assim como o teor de açúcares redutores, com consequente redução de açúcares não redutores na casca do fruto. Estes testes apontam para a possibilidade de uso do AN como alternativa de manejo na preservação de mangas na fase de pós-colheita.

Palavras-chave : Mangifera indica; preservação de frutos; tempo de prateleira.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )