SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número3Frutos de ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata miller) maduros expressam maiores conteúdos de compostos bioativos e capacidade antioxidanteManejo de matrizes interfere no rendimento e na qualidade de mudas de cacaueiros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SANTOS, Carlos Henrique Barbosa; MARTINS, Antonio Baldo Geraldo; RIGOBELO, Everlon Cid  e  TEIXEIRA, Gustavo Henrique de Almeida. Promoção do crescimento de mudas frutíferas por meio de microrganismos encapsulados. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.3, e-179.  Epub 25-Jun-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018179.

A utilização de microrganismos capazes de promover o crescimento vegetal tem sido aceita como alternativa à redução do uso de adubos químicos. O objetivo deste trabalho foi avaliar a inoculação de microrganismos promotores do crescimento de plantas em substrato de mudas de espécies frutíferas, verificando a interação do inóculo com agentes encapsulantes: argila e alginato. O inóculo microbiano continha as seguintes espécies: Azospirillum brasilense, Burkolderia cepacia, Bacillus thuringienses, Bacillus megaterium,Bacillus cereus, Bacillus subtilis, Tricodermaspp. e isolado 411. As espécies frutíferas avaliadas foram: Myrciaria cauliflora(DC.) O. Berg (jabuticabeira); Myrciaria glazioviana (Kiaersk.) G. Barros &Sobral (cabeludinha); Myrciaria dubia (Kunth) Mc Vaugh (camu-camu); Eugenia brasiliensis Lam. (grumixama); Diospyros kaki L. (caqui); Garcinia brasiliensis Mart. (bacupari); Annona muricata L. (graviola); Duguetia lanceolata A. St. – Hil. (pindaíba); Chrysophyllum cainito L. (caimito); Anacardium occidentale L. (caju); Eriobotrya japonica (Thunb.) Lindl. (nêspera) e Litchi chinensis Sonn. (lichia). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado (DIC), em esquema fatorial 3 (controle, alginato de sódio e argila) x 2 (presença e ausência de inóculo microbiano), com cinco repetições (uma muda por repetição). As mudas foram mantidas em 50% de iluminação, à temperatura média de 22,5 °C, durante noventa dias, sendo avaliados a altura e o diâmetro do colo das plantas, e a massa seca da parte aérea e das raízes. Micro-organismos promotores de crescimento de plantas, independente do encapsulamento utilizado, promovem desenvolvimento superior de mudas de caimito e de lichia.

Palavras-chave : Plantas frutíferas; desenvolvimento; encapsulamento; promotores de crescimento vegetal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )