SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número4Anatomia ecológica foliar da Eugenia luschnathiana (O.Berg) Klotzsch ex B.D.Jacks. (Myrtaceae) na Restinga cearenseCaracterização pós-colheita de híbridos de morangueiro obtidos do cruzamento entre cultivares comerciais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

BARKER, Dayane Littig et al. Qualidade pós-colheita do abacaxi ‘Vitória’ em função de tipos de mudas e idade da planta para indução floral. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.4, e-297.  Epub 19-Jul-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018297.

Na produção e na qualidade dos frutos do abacaxizeiro, a escolha adequada do tipo de propágulo a ser utilizado, em conjunto com o manejo das idades para a indução floral, são fatores importantes para que seja alcançado o máximo de características desejáveis que definirão o sucesso na produção da fruteira e sua boa aceitação no mercado. Objetivou-se, com este trabalho, avaliar a qualidade pós-colheita de frutos desenvolvidos de diferentes tipos de mudas e idades de indução floral do abacaxizeiro ‘Vitória’. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos ao acaso, em parcelas subdivididas, com quatro repetições, sendo as parcelas formadas pelos tipos de mudas (filhote e rebentão), e as subparcelas, compostas pelas diferentes idades da planta para indução floral (8, 10 e 12 meses após o plantio, e o florescimento natural). Foram realizadas avaliações das características de biomassa dos frutos com e sem coroa, circunferência, comprimento, diâmetro, firmeza, translucidez, coloração da polpa e qualidade físico-química. Não foi observada interação significativa para as variáveis biométricas e de biomassa, sendo que o tipo de muda influenciou apenas na biomassa da coroa e no diâmetro do cilindro central, que foram superiores nas mudas-filhote. Para os atributos cor, área translúcida e firmeza, também não houve interação e foram influenciados apenas pelas idades de indução, exceto para a variável de cor referente à intensidade das cores verde e vermelha. Independentemente dos tipos de mudas estudados, nas condições ambientais de plantio realizado em abril de 2015, os frutos originados de induções aos 12 meses e natural apresentaram maior firmeza, característica desejável na exportação e na industrialização, principalmente na fabricação de fatias de abacaxi, pedaços em calda e cristalizados. Mudas do tipo filhote, induzidas aos 12 meses e naturalmente, proporcionaram frutos com relação superior entre sólidos solúveis e acidez.

Palavras-chave : Ananas comosus (L.) Merrill; propagação; florescimento; características físico-químicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )