SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 número4Caracterização pós-colheita de híbridos de morangueiro obtidos do cruzamento entre cultivares comerciaisResistência de mariposa oriental (Lepidoptera: tortricidae) a inseticidas em pomares de maçã no sul do brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

LOPES, Pollyanna Santiago et al. Determinação do período de tratamento de mudas de bananeira com rizobactérias no controle de Meloidogyne javanica. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2018, vol.40, n.4, e-423.  Epub 26-Jul-2018. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452018423.

A introdução de rizobactérias ao solo pode ser feita via tratamento de materiais propagativos. O objetivo deste trabalho foi avaliar, em casa de vegetação, a influência de períodos de imersão de raízes de mudas de bananeira ‘Prata-Anã’ micropropagadas, em suspensão de diferentes isolados de rizobactérias no crescimento de mudas e no controle de Meloidogyne javanica. O experimento foi montado em casa de vegetação, em delineamento em blocos ao acaso, em esquema fatorial 10 (isolados de rizobactérias) x 2 (períodos de imersão: 60 e 120 minutos), com 10 repetições. O tratamento adicional (testemunha) foi composto por mudas sem nenhum tratamento, infectadas com M. javanica. As mudas tratadas foram plantadas em vasos contendo solo: areia previamente autoclavados. Após vinte e quatro horas, suspensão contendo 3.000 ovos de M. javanica foi adicionada ao solo. Aos 60 dias, avaliaram-se: número de galhas, de massas de ovos e de ovos por sistema radicular, número de juvenis de segundo estádio (J2) por 100 cm³ de solo e calculou-se o fator de reprodução. Avaliou-se também a massa de matéria seca da parte aérea. Das quatro rizobactérias que reduziram a capacidade reprodutiva do nematoide, três foram mais eficientes quando as mudas foram tratadas por 120 minutos. O período de tratamento das mudas de bananeira não afetou a produção de matéria seca da parte aérea e todas rizobactérias aumentaram o peso da matéria seca de mudas infectadas com Meloidogyne javanica. Conclui-se que as rizobactérias têm requerimentos diferentes de tempo de tratamento de mudas para controlarem o nematoide, mas não interferem no desenvolvimento das mudas.

Palavras-chave : Musa sp.; microbiolização; Paenibacillus sp.; Bacillus spp.; nematoide das galhas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )