SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue5Assessment of cardiac function by magnetic resonance imaging: segmented x real-time steady-state free precession sequencesSystematization of vestibular aqueduct anatomical study by high-resolution computed tomography in patients with unilateral Ménière's disease author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Radiologia Brasileira

On-line version ISSN 1678-7099

Abstract

SOUZA, Luís Ronan Marquez Ferreira de et al. Avaliação da concordância interobservador na análise da tomografia computadorizada sem contraste no diagnóstico da urolitíase em pacientes com cólica renal aguda. Radiol Bras [online]. 2006, vol.39, n.5, pp.341-344. ISSN 1678-7099.  https://doi.org/10.1590/S0100-39842006000500008.

OBJETIVO: Avaliar a reprodutibilidade da tomografia computadorizada sem contraste na avaliação da litíase ureteral e os sinais secundários de obstrução do sistema coletor em pacientes com cólica renal aguda. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo prospectivo de 52 pacientes com diagnóstico clínico de cólica renal aguda submetidos a exame de tomografia computadorizada de abdome sem contraste. Os exames foram realizados com técnica helicoidal e posteriormente analisados por três observadores independentes, com a concordância interobservador avaliada pelo método estatístico kappa (k). Foram analisados os parâmetros: a) presença, localização e mensuração dos cálculos ureterais; b) dilatação do sistema coletor intra-renal; c) heterogeneidade da gordura perirrenal; d) dilatação ureteral; e) edema da parede ureteral (sinal do halo). RESULTADOS: Foram encontrados 40 cálculos ureterais na tomografia computadorizada (77%). A concordância interobservador para a identificação do cálculo ureteral e da dilatação ureteral foi quase perfeita (k = 0,89 e k = 0,87, respectivamente), substancial para dilatação do sistema coletor intra-renal (k = 0,77) e moderada para heterogeneidade da gordura perirrenal e para edema da parede ureteral (k = 0,55 e k = 0,56, respectivamente). CONCLUSÃO: A tomografia computadorizada de abdome sem contraste apresenta elevada reprodutibilidade na avaliação da litíase ureteral e dos sinais secundários de obstrução do sistema coletor.

Keywords : Litíase; Cálculos ureterais; Dor no flanco; Tomografia computadorizada.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License