SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Controle de Alternaria solani em tomateiro por extratos de Curcuma longa e curcumina: II. Avaliação in vivoPatogenicidade de Penicillium sclerotigenum a diferentes frutas e hortaliças em pós-colheita índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Fitopatologia Brasileira

versão impressa ISSN 0100-4158

Resumo

DUTRA, Marcos R. et al. Manejo do solo e da irrigação no controle de Meloidogyne incognita em cultivo protegido. Fitopatol. bras. [online]. 2006, vol.31, n.4, pp. 405-407. ISSN 0100-4158.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-41582006000400013.

A flutuação populacional de juvenis do segundo estádio (J2) de M. incognita e sua infectividade foram estudadas por meio de bioteste em solo revolvido com ou sem irrigação, comparadas a condições de solo não revolvido nem irrigado, considerado testemunha, e com apenas irrigado, em casa-de-vegetação por 14 dias. Aos sete dias, a população de J2 no solo foi significativamente reduzida apenas nas parcelas revolvidas. Entretanto, a infectividade do inóculo no solo nesse período, avaliada em bioteste, foi reduzida apenas nas parcelas revolvidas e irrigadas. Aos 14 dias, a população de J2 no solo foi menor nas parcelas revolvidas com ou sem irrigação, porém continuou sendo a mais baixa nas parcelas apenas revolvidas. Contudo, a infectividade do inóculo no solo neste período foi mais baixa nas parcelas revolvidas e irrigadas e mais elevada na testemunha.

Palavras-chave : Meloidogyne incognita; privação alimentar; infectividade; nematóide de galhas; controle de fitonematóides; cultivo protegido.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português