SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue6Expression of Grapevine leafroll-associated virus 3 coat protein gene in Escherichia coli and production of polyclonal antibodiesReaction of cocoa genotypes to isolates of Ceratocystis cacaofunesta author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Fitopatologia Brasileira

Print version ISSN 0100-4158

Abstract

PAULA JUNIOR, Trazilbo J. et al. É necessário embeber os grãos de arroz para o preparo de inóculo de Rhizoctonia solani AG-4?. Fitopatol. bras. [online]. 2007, vol.32, n.6, pp. 501-503. ISSN 0100-4158.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-41582007000600008.

Foi conduzido um estudo com o objetivo de avaliar os efeitos de quatro volumes de água (0, 30%, 60% e 90%, v/p) adicionados a grãos de arroz previamente embebidos em água por 24 horas antes de eles serem autoclavados e colonizados por Rhizoctonia solani sobre o desenvolvimento da podridão-radicular de feijão, cv. 'Dufrix'. Grãos de arroz colonizados e não colonizados foram misturados em vasos contendo substrato de solo e areia (2:1), com posterior semeadura de feijão. Baseados nos resultados de área abaixo da curva de emergência das plantas, altura das plantas, massa de plantas secas e severidade da doença, conclui-se que o inóculo é mais eficiente em causar doença quando não se adiciona água aos grãos de arroz antes de eles serem autoclavados.

Keywords : Phaseolus vulgaris; patógeno habitante do solo; metodologia; podridão-radicular.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English