SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26Desenvolvimento de metodologia simplificada para análise de hexametilenotetramina (hmt) em medicamentos contendo corantes em sua formulaçãoComparação do ajuste dos modelos de morgan-mercer-flodin e de johnson-mehl-avrami na reação de precipitação na liga cu-3%al-5%ag índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Eclética Química

versão impressa ISSN 0100-4670

Resumo

RIBEIRO, Clóvis Augusto; CRESPI, Marisa Spirandeli; GUERREIRO, Cassia Teresa Ramelo  e  VERONEZI, Ana Maria. Cinética não isotérmica de desidratação e volatilização do 8-hidroxiquinolinato de alumínio no estado sólido. Eclet. Quím. [online]. 2001, vol.26, pp. 185-196. ISSN 0100-4670.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-46702001000100014.

Al(C9H6ON)3.2,5H2O foi precipitado a partir de mistura de solução aquosa do íon alumínio e solução ácida de 8-hidroxiquinolina, e o pH ajustado a 9,5 com solução aquosa de amônia. Curvas TG em atmosfera de nitrogênio apresentam perdas de massa devido a desidratação, volatilização parcial ( sublimação e vaporização) do composto anidro seguido por decomposição térmica com a formação de uma mistura de resíduos carbonaceos. A relação entre sublimação e vaporização dependem da razão de aquecimento utilizada. Os métodos isoconvenciais integrais não isotérmicos como as equações lineares de Ozawa-Flynn-Wall e Kissinger-Akahira-Sunose (KAS) foram usados para obter parâmetros cinéticos a partir de curvas TG e DTA, respectivamente. Apesar das reações de desidratação e de volatilização seguirem a linearidade por ambos métodos, somente foi verificado a condição de validade, 20£ E/RT£50, para a reação de volatilização.

Palavras-chave : 8-hidróxiquinolinato; ion alumínio; parâmetros cinéticos; termogravimetria; análise térmica diferencial; volatilização.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês