SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 número122Por que o movimento é a essência da natureza? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Kriterion: Revista de Filosofia

versão impressa ISSN 0100-512X

Resumo

ANGIONI, Lucas. Sobre a definição de natureza. Kriterion [online]. 2010, vol.51, n.122, pp.521-542. ISSN 0100-512X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-512X2010000200012.

I discuss in this paper Aristotle's definition of nature in Physics 192b 20-23. I intend to prove that this definition has to taken as a set of three (not only two) conditions: the first condition just establishes that nature is a sort of cause; the second condition concerns the relationship between nature and the natural thing that has it as a cause; the third condition concerns the relationship between nature and the properties that natural things have from nature's causality.

Palavras-chave : Causality; nature; ontology; metaphysics; hylomorphism; essentialism.

        · resumo em Português     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons