SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.58 issue136CONTRATO SOCIAL E DIREITO NATURAL EM JEAN-JACQUES ROUSSEAUHOBBES AS A SOCIOBIOLOGIST. RETHINKING THE STATE OF (HUMAN) NATURE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Kriterion: Revista de Filosofia

Print version ISSN 0100-512XOn-line version ISSN 1981-5336

Abstract

PETRONI, Lucas. O ARGUMENTO DA ESTABILIDADE NO CONTRATUALISMO DE JOHN RAWLS. Kriterion [online]. 2017, vol.58, n.136, pp.139-161. ISSN 1981-5336.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-512x2017n13608lp.

Neste artigo, são rejeitadas duas teses relativamente aceitas a respeito do projeto filosófico tardio desenvolvido por John Rawls. A primeira tese afirma que o objetivo de obras como "O Liberalismo Político" (1993; 1996) e "Justiça como Equidade: Uma Reformulação" (2001) seria o de revisar a natureza do argumento contratualista de Rawls. A segunda, por sua vez, afirma que a principal consequência dessa revisão teria sido certo recuo das implicações igualitárias de sua teoria da justiça original. Procurar-se-á rejeitar ambas as proposições mostrando que (i) "O Liberalismo Político" deve ser entendido como uma teoria acerca do uso legítimo do poder em uma sociedade democrática (e não como uma nova teoria da justiça), e (ii) que essa teoria da legitimidade possui consequências distributivas próprias, incompatíveis com teorias liberais convencionais.

Keywords : Contratualismo; Igualitarismo; Legitimidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )