SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.59 issue139ARTHUR DANTO E A EXPERIÊNCIA ESTÉTICAO FIM DA ESTÉTICA E A NOVA CRÍTICA DE ARTE EM BENJAMIN author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Kriterion: Revista de Filosofia

Print version ISSN 0100-512XOn-line version ISSN 1981-5336

Abstract

VIEGAS, Susana. DELEUZE AND FILM’S PHILOSOPHICAL VALUE. Kriterion [online]. 2018, vol.59, n.139, pp.271-286. ISSN 0100-512X.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-512x2017n13914sv.

Neste ensaio analiso as diferentes modalidades de pensamento que ocorrem entre a filosofia e as imagens em movimento partindo da distinção metafilosófica elaborada por Gilles Deleuze entre “pensar” e “filosofar”. Esta é uma distinção fundamental para a possível elaboração de uma filosofia do cinema, ou, pelo menos, para afirmar que “o cinema filosofa”, uma tese atualmente imersa num certo equívoco. Neste sentido, como possível resolução para tal mal-entendido, sugiro uma adequada designação deleuziana de “pensar com conceitos” e “pensar com imagens”, num processo recíproco fundamental entre o campo filosófico e o não filosófico das artes. Começando com uma introdução à noologia em Deleuze e uma descrição dessas ideias e do seu valor estético, prossigo com uma análise mais detalhada sobre imagens em movimento, metáforas e adaptação cinematográfica de modo a, dentro de uma abordagem pós-continental e pós-analítica, questionar se o cinema filosofa.

Keywords : Deleuze; filosofia do cinema; metafilosofia; noologia; imagem em movimento.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )