SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1Pseudomonas syringae pv. tabaci em plântulas de mamoeiroMurcha-de-curtobacterium do feijoeiro no Estado de Santa Catarina e reação de genótipos a Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405versão On-line ISSN 1980-5454

Resumo

CARDOSO, Suane C. et al. Controle da murcha bacteriana do tomateiro pela incorporação da parte aérea de guandu e crotalária no solo. Summa phytopathol. [online]. 2006, vol.32, n.1, pp.27-33. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/S0100-54052006000100004.

A utilização de materiais orgânicos que melhoram as características físicas, químicas e biológicas do solo vem sendo estudada como indutora de supressividade a fitopatógenos habitantes do solo. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito de diferentes fontes e concentrações de matéria orgânica no controle da murcha bacteriana do tomateiro. Foram avaliados dois compostos orgânicos comerciais e a matéria fresca cortada da parte aérea de guandu (Cajanus cajan) e de crotalária (Crotalaria juncea), nas concentrações 10, 20 e 30 % (v/v), incorporados no solo infestado com Ralstonia solanacearum. O solo que recebeu a parte aérea de guandu e crotalária foi incubado por 30 e 60 dias, antes do plantio. Mudas de tomateiro 'Santa Clara' foram transplantadas para sacos de polietileno contendo 3 kg de substrato (solo infestado + matéria orgânica) e avaliou-se, por um período de 45 dias, o sintoma de murcha bacteriana e a percentagem de plantas com floração. A incorporação e incubação por 30 dias com guandu e crotalária promoveu 100 % de controle da murcha, em todas as concentrações avaliadas. Com 60 dias de incubação, apenas a concentração de 10 % de guandu e crotalária não controlou a doença. Esses resultados indicam que a incorporação no solo com a parte aérea de guandu e crotalária é um método eficiente para o controle da murcha bacteriana do tomateiro.

Palavras-chave : Lycopersicon esculentum; Ralstonia solanacearum; Cajanus cajan; Crotalaria juncea; compostos orgânicos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons