SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue4Partial characterization of fractions from extracts of Cymbopogon nardus with elicitor activity of phytoalexins in sorghum and soy and effect on Colletotrichum lagenariumFungi associated to the seeds of ipê-amarelo (Tabebuia serratifolia) and ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa): incidence, germination effect and seedlings transmission author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Summa Phytopathologica

Print version ISSN 0100-5405

Abstract

BARBOSA, Maria Angélica Guimarães; LARANJEIRA, Delson  and  COELHO, Rildo Sartori Barbosa. Custo fisiológico da resistência em algodoeiro sob diferentes níveis de nitrogênio. Summa phytopathol. [online]. 2008, vol.34, n.4, pp. 338-341. ISSN 0100-5405.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-54052008000400007.

A indução de resistência pelo uso de indutores químicos tem resultado algumas vezes em custo fisiológico para a planta. A resistência induzida em algodoeiro foi avaliada quanto ao custo fisiológico em uma linhagem suscetível a Colletotrichum gossypii var. cephalosporioides (CNPA GO 2002 - 7997) que foi cultivada em substratos com dois níveis de nitrogênio e receberam duas aplicações dos indutores acibenzolar-S-metil (ASM), ácido jasmônico (AJ) e Agro-Mós® (AM). As plantas foram avaliadas quanto à altura (AP), comprimento de internódio (CI), biomassa fresca da parte aérea (BFPA), biomassa fresca da raiz (BFR), biomassa seca da parte aérea (BSPA) e biomassa seca da raiz (BSR). Também foi determinada a atividade das enzimas fenilalanina amônia liase (PAL) e peroxidase. As plantas tratadas com ASM apresentaram alto custo fisiológico com acentuada redução na AP, BFPA e BSPA, enquanto as tratadas com AJ mostraram aumento significativo na BSPA, além de não diferirem significativamente na AP e CI. No substrato suplementado com nitrogênio, todos os indutores diferiram da testemunha quanto ao comprimento de internódio, apesar de não diferirem entre si, enquanto no substrato sem adição de nitrogênio apenas ASM e AM apresentaram diferença significativa entre si. Foram constatadas correlações significativas (P<0,05) para a maioria das variáveis analisadas sendo as maiores correlações verificadas entre BFPA e BSPA (0,94), CI e AP (0,74), BFPA e AP (0,70) e BSPA e AP (0,70). ASM induziu a menor atividade de PAL, diferindo significativamente dos demais tratamentos. A maior atividade de peroxidase foi verificada em ASM, que diferiu significativamente da testemunha, no entanto, AM e AJ apresentaram atividade para esta enzima menor que a testemunha, não ficando confirmada a indução de resistência nesses dois tratamentos.

Keywords : acibenzolar-S-metil; ácido jasmônico; Agro-Mós®; fenilalanina amônia liase e peroxidase.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English