SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número3Eficiência e custo do controle químico da mancha de alternaria em tangor murcoteReação de cultivares de batata a Streptomyces scabies, agente causal da sarna comum profunda índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405versão On-line ISSN 1980-5454

Resumo

CANTU, Rafael Ricardo; WILCKEN, Silvia Renata Siciliano; ROSA, Juliana Magrinelli Osório  e  GOTO, Rumy. Reação de porta-enxertos comerciais de tomateiro a Meloidogyne mayaguensis. Summa phytopathol. [online]. 2009, vol.35, n.3, pp.216-218. ISSN 0100-5405.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-54052009000300009.

O objetivo do presente trabalho foi verificar a resistência ao nematóide Meloidogyne mayaguensis em oito porta-enxertos de tomateiro considerados resistentes à Meloidogyne incognita, M. javanica e M. arenaria, comercializados no Brasil. Os porta-enxertos testados foram: 'Guardião', 'Helper-M', 'Anchor-T', 'Dr. K', 'Kagemuscha', 'TMA 809', 'Magnet' e 'He-Man'. O experimento constou de 9 tratamentos (8 porta-enxertos e a cultivar Rutgers utilizada como padrão de suscetibilidade), com 6 repetições, sendo cada parcela constituída por 1 planta por vaso, mantidas em casa de vegetação. As plantas foram inoculadas com 5.000 ovos e eventuais juvenis infectantes de M. mayaguensis. O experimento seguiu o delineamento inteiramente casualizado. Aos 60 dias da inoculação procederam-se as avaliações, quando foram avaliados os índices de galhas e massas de ovos, número de nematóides no solo e na raiz, peso do sistema radicular e o fator de reprodução. Todos os porta-enxertos estudados demonstraram-se suscetíveis a M. mayaguensis.

Palavras-chave : tomate; enxertia; nematóide das galhas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons