SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número1Teratosphaeria nubilosa em plantações comerciais de Eucalyptus globulus nas regiões Sul e Sudeste do BrasilQuantificação de danos e reção de genótipos de feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) à Meloidogyne incognita raça 3 e M. javanica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405

Resumo

IRIBARREN, María Josefina; GONZALEZ, Beatriz Angela  e  FILIPPINI, Susana. Distribuição de Phytophthora cactorum no perfil de um solo cultivado com morango (Fragaria x ananassa). Summa phytopathol. [online]. 2012, vol.38, n.1, pp. 17-23. ISSN 0100-5405.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-54052012000100003.

Phytophthora cactorum é o agente causal da podridão seca, que produz importantes perdas nos cultivos de morango (Fragaria x ananassa). Este patógeno sobrevive no solo como oósporos, formados a partir de frutos afetados, os quais permanessem na superfície do solo. Assim, depois que a plantação foi removida e o solo gradeado boscou-se establecer a distribuição espacial dos oósporos de P. cactorum remanescentes numa área de cultivo de morango em Buenos Aires, Argentina. A amostragem foi realizada em três blocos localizados ao longo de um transecto diagonal ao terreno e a duas profundidades. Também foram caracterizadas a topografia do terreno e os parâmetros físicos do solo. A detecção de P. cactorum foi realizada mediante o emprego do método da isca usando cotiledones de maçã. A escala de análise mostrou que não foi encontrada diferenças significativas em relação a presença de patógenos nos distintos pontos usados como amostra sobre o terreno e somente observou-se uma pequena tendência a diminuição do inóculo na profundidade. O número de amostras positivas nas profundidades A y AB/BA foram respectivamente 30 e 22 um total 72 amostras. Tampouco houve diferenças significativas na densidade aparente, na umidade equivalente e na macroporosidade do solo. A distribuição de P. cactorum na superfície pode ter sido decorrente fundamentalmente dos processos naturais, sendo que o preparo do solo pode ter possibilitado a dispersão de oósporos viáveis em profundidade.

Palavras-chave : distribuição espacial; podridão seca; Fragaria x ananassa.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · pdf em Espanhol