SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue3Development and validation of a diagrammatic scale to quantify the severity of Fabraea leaf spot of pearAsian soybean rust control and soybean yield after pyraclostrobin + epoxiconazole spraying in different phenological growth stages author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Summa Phytopathologica

Print version ISSN 0100-5405

Abstract

DE MARCHI, Bruno Rossitto et al. Levantamento revela a predominância do Lettuce mottle virus em três regiões produtoras de alface no Estado de São Paulo. Summa phytopathol. [online]. 2012, vol.38, n.3, pp. 245-247. ISSN 0100-5405.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-54052012000300012.

Entre os problemas fitossanitários da cultura da alface estão as doenças causadas por vírus. Três vírus causam sintomas de mosaico praticamente indistinguíveis: o Lettuce mosaic virus (LMV, Potyvirus), o Lettuce mottle virus (LeMoV, Sequivirus) e o Bidens mosaic virus (BiMV, Potyvirus). Através de RT-PCR utilizando-se oligonucleotídeos específicos para cada um destes vírus, amostras de alface e plantas invasoras, preferencialmente com sintoma de mosaico, foram coletadas em campos de produção de alface das regiões de Mogi das Cruzes, Campinas e Bauru no Estado de São Paulo e analisadas para a presença dos vírus. Verificou-se que o LeMoV foi o vírus encontrado com maior freqüência, seguido do LMV. A ocorrência de BiMV em alface foi extremamente baixa e restrita às regiões de Campinas e Bauru, onde também foi verificado em plantas invasoras como Bidens pilosa e Galinsoga parviflora. Esta ultima é hospedeira dos três vírus.

Keywords : LMV; LeMoV; BiMV.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese