SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número2Reação de genótipos de Stylosanthes capitata à antracnoseEfeito de coberturas do solo sobre a sobrevivência de Macrophomina phaseolina no feijão-caupi índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405

Resumo

GOMES, Rommel dos Santos Siqueira et al. Bioatividade de indutores de resistência no manejo da antracnose da goiabeira (Psidium guajava L.). Summa phytopathol. [online]. 2016, vol.42, n.2, pp.149-154. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/0100-5405/2103.

A cultura da goiaba apresenta perdas em torno de 40 a 60% na pós-colheita relacionadas a problemas fitossanitários, como a antracnose causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides. Pesquisas com métodos alternativos utilizando indutores de resistência têm sido bastante promissoras na busca de produtos com alto potencial no controle de patógenos em pós-colheita. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar os indutores de resistência no controle da antracnose e seus efeitos na qualidade físico-química em frutos de goiabeira ‘Paluma’. Os tratamentos utilizados foram: Agro-mós®, Ecolife®, Fosfitonova K®, Cuprogarb 500®, Rocksil® e testemunha (água destilada esterilizada). Realizou-se o teste in vitro, com discos de colônia de C. gloeosporioides (0,45 cm de diâmetro) com sete dias de cultivo e, postos em meio de cultura BDA acrescidos com os indutores. Foi determinada a porcentagem de inibição do crescimento micelial de C. gloeosporioides. O ensaio in vivo foi realizado com frutos de goiabeira variedade Paluma, desinfestados e tratados com indutores. Em seguida, discos de colônia do C. gloeosporioides foram inoculados e do primeiro ao oitavo dia após a inoculação, foram feitas avaliações do diâmetro das lesões nos frutos. As análises pós-colheita foram realizadas, avaliando a perda de massa fresca, sólidos solúveis totais (SST), acidez titulável (AT), razão SST/AT e potencial hidrogeniônico (pH). Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado, em esquema de parcela subdivididas 6x8 (tratamentos x período de avaliação) e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Os indutores Agro-mos®, Ecolife®, Fosfitonova K®, Cuprogarb 500® e Rocksil® inibiram o crescimento micelial do C. gloeosporioides in vitro, reduziram o diâmetro das lesões e mantiveram a qualidade pós-colheita em frutos de goiabeira ‘Paluma’.

Palavras-chave : Colletotrichum gloeosporioides; Goiaba; Indução de resistência; Substâncias fungitóxicas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )