SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número2Concentração inibitória in vitro de fungicidas a isolados de Phakopsora pachyrhiziVariabilidade espacial de Meloidogyne javanica em soja índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405

Resumo

BRUSTOLIN, Ricardo; REIS, Erlei Melo  e  PEDRON, Lucas. Longevidade de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum na superfície do solo no campo. Summa phytopathol. [online]. 2016, vol.42, n.2, pp.172-174. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/0100-5405/2131.

Em experimento conduzido no campo quantificou-se o período de viabilidade de escleródios de Sclerotinia sclerotiorum. Escleródios naturalmente produzidos em plantas de soja numa lavoura comercial foram coletados numa máquina de pré-limpeza. Utilizou-se no trabalho os escleródios produzidos na medula das plantas e com tamanho de aproximadamente oito mm de comprimento e 1,9 mm de diâmetro. Cinquenta escleródios foram acondicionados num recipiente feito com tela de nylon branca (25 x 25 cm) com malha de 0,25 mm. Oitenta recipientes foram posicionados na superfície do solo simulando o plantio direto. Mensalmente foram removidos quatro recipientes. O solo aderido às embalagens foi removido com jato d´água de torneira, os escleródios lavados, submetidos à assepsia com hipoclorito de sódio e postos a germinar em areia de rio esterilizada, em câmara de crescimento a 15oC e fotoperíodo de 12h. Os escleródios, mantidos na superfície do solo, perderam a viabilidade em 12 meses. Conclui-se que o banco de escleródio no solo, sob plantio direto, pode ser reduzido pela rotação de culturas com espécies vegetais não suscetíveis.

Palavras-chave : sobrevivência; estrutura de repouso; dormência; mofo-branco soja.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )