SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número1Análise geoestatística do “vira-cabeça” na cultura do tomateiroÓleos essenciais e tratamento térmico no controle pós-colheita de bolor verde em laranja índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405versão On-line ISSN 1980-5454

Resumo

TROJAN, Daiane Garabeli  e  PRIA, Maristella Dalla. Validação de escala diagramática para quantificação da severidade da antracnose da folha do milho. Summa phytopathol. [online]. 2018, vol.44, n.1, pp.56-64. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/0100-5405/172675.

A ocorrência de doenças foliares no milho (Zea mays) causadas por fungos é facilmente observada no campo. Entretanto são necessárias ferramentas para obter informações precisas sobre a quantificação de doenças. O objetivo deste trabalho foi elaborar uma escala diagramática para estimar a severidade da antracnose foliar causada por Colletotrichum graminicola na cultura do milho. Para elaboração da escala diagramática foram coletadas 100 folhas de milho com diferentes severidade da doença e levadas a laboratório para seleção e captação das imagens com o aplicativo Quant v.1.0.2. As imagens foram analisadas por 22 avaliadores experientes e por 13 avaliadores inexperientes. Conhecendo o grau de severidade real pode-se através da análise de regressão, determinar a relação entre o grau de severidade real e o grau de severidade estimado com o uso e sem o uso da escala. A precisão do avaliador foi determinada pelo coeficiente de determinação (R2) e pela variância. A escala proposta, com 18 severidades distintas, apresentou-se como uma ferramenta assertiva para a quantificação da severidade da antracnose. A acurácia e precisão de todos os avaliadores, aumentou quando usaram a escala; pois entre os avaliadores experientes 14 dos 22 aumentaram a acurácia e, entre os inexperientes, nove também tiveram sua acurácia melhorada pelo uso da escala proposta. Portanto os ganhos foram maiores para os avaliadores sem experiência, 69,2%.

Palavras-chave : epidemiologia; fitopatometria; Colletotrichum graminicola.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )