SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número4Viabilidade e controle de Fusarium graminearum em sementes de cevadaReação de genótipos de feijão guandu (Cajanus cajan (L.) Millspaugh) ao nematoide das galhas (Meloidogyne enterolobii) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405versão On-line ISSN 1980-5454

Resumo

MELLO, Flávia Elis de et al. Crescimento micelial radial e esporulação de isolados de Corynespora cassiicola. Summa phytopathol. [online]. 2018, vol.44, n.4, pp.374-379. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/0100-5405/177612.

O fungo Corynespora cassiicola, agente causal da mancha-alvo na soja, apresenta baixa esporulação em meios de cultura artificiais, o que dificulta a produção de esporos em condições de laboratório. O objetivo deste estudo foi avaliar a esporulação e o crescimento micelial radial de 21 isolados de C. cassiicola, obtidos de folhas de soja coletadas nas principais regiões produtoras do Brasil e submetidos a diferentes regimes de iluminação e estresse. Os isolados foram submetidos a três regimes de iluminação: luz contínua, 12 h/12 h de luz-escuro e escuro contínuo e duas condições de estresse mecânico: raspagem superficial da colônia ou ausência de estresse. A produção de esporos dos isolados foi quantificada utilizando um hemacitômetro, enquanto o crescimento micelial radial foi realizado pela média de dois diâmetros perpendiculares da colônia. A esporulação e o crescimento micelial radial sob diferentes regimes de iluminação e estresse, apresentaram comportamentos específicos para cada isolado. Não foi observada correlação significativa entre o crescimento micelial e a produção de esporos.

Palavras-chave : conídios; esporos; mancha-alvo; produção de inóculo; soja.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )