SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número4Monitoramento de inóculo no ar de Pyricularia sp. em Passo Fundo Rio Grande do Sul – BrasilDesempenho de fungicidas no controle de giberela (Triticum aestivum L.) e contaminação por deoxynivalenol em grãos de trigo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Summa Phytopathologica

versão impressa ISSN 0100-5405versão On-line ISSN 1980-5454

Resumo

ARMESTO, Cecilia; MAIA, Fernanda Gonçalves Martins; MONTEIRO, Fernando Pereira  e  ABREU, Mário Sobral de. Exoenzimas como fator de patogenicidade em Colletotrichum gloeosporioides associado a cafeeiros. Summa phytopathol. [online]. 2019, vol.45, n.4, pp.368-373.  Epub 17-Jan-2020. ISSN 0100-5405.  https://doi.org/10.1590/0100-5405/191071.

Fungos fitopatogênicos durante o processo de penetração e colonização são capazes de secretar uma variedade de enzimas, as quais os tornam capazes de infectar o tecido vivo do hospedeiro, atuando na degradação de ceras, cutícula e das paredes celulares. A capacidade de um agente patogênico em produzir ou não enzimas pode determinar o grau de severidade da doença. Foram avaliados 33 isolados de Colletotrichum gloeosporioides relacionados à antracnose e mancha manteigosa do cafeeiro, quanto a sua capacidade de produção de enzimas hidrolíticas (amilase, lipase, protease, lacase, pectinase e celulase) e enzimas específicas degradadoras da parede celular “EDPC” (poligalacturonase, polimetilgalacturonase e pectinaliase), e sua relação com a patogenicidade/agressividade dos isolados. Para todos os isolados de C. gloeosporioides foi possível a detecção de enzimas extracelulares, com exceção de celulases. Os isolados I-9 e I-24 apresentaram os maiores índices de produção de enzimas extracelulares, e assim como de EDPCs. Os mesmos obtiveram os maiores índices de intensidade de doença, sugerindo a relação entre estas e a agressividade dos isolados.

Palavras-chave : enzimas hidrolíticas; parede celular; agressividade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )