SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.43 número1Evaluating Medical Interns’ Knowledge about Acute Pancreatitis Using Problem-Based LearningThe Problem of Consciousness: Where to Start Studying? índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista Brasileira de Educação Médica

versión impresa ISSN 0100-5502versión On-line ISSN 1981-5271

Resumen

GARCIA, Maria Alice Amorim  y  NASCIMENTO, Gabriela Egêa Alvaro do. Aplicação do Portfólio nas Escolas Médicas: Estudo de Revisão. Rev. bras. educ. med. [online]. 2019, vol.43, n.1, pp.163-174. ISSN 1981-5271.  https://doi.org/10.1590/1981-52712015v43n1rb20180134.

Com o objetivo de formar um profissional crítico, criativo e reflexivo, novas propostas e reformulações vêm sendo criadas para o ensino médico, com base num processo educativo que promova o desenvolvimento de múltiplas competências. Buscando orientar a melhor atuação do estudante no processo ensino-aprendizagem, o portfólio fornece subsídios à reflexão, ampliando a capacidade de raciocínio, aliando o conhecimento teórico – adquirido em sala de aula e pesquisas – a vivências em serviços, territórios e demais cenários de aprendizagem. Englobando informações de diferentes estratégias pedagógicas, o portfólio possibilita maior autonomia, autoavaliação, criatividade, capacidade de crítica e de intervenção. Este estudo descreve a aplicação do portfólio nas escolas médicas brasileiras com base numa revisão de publicações científicas e do levantamento de projetos pedagógicos via internet. Procedeu-se a uma revisão integrativa de artigos científicos do período de 2007 a 2017, nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), por meio dos descritores Portfólio AND Educação Médica, Portfólio AND Ensino, Portfólio AND Avaliação Educacional, e ao levantamento de projetos pedagógicos publicados na internet com citações referentes ao portfólio. Foram encontradas 19 publicações de investigações e 73 projetos pedagógicos acessíveis, entre os quais 38 citavam a palavra portfólio. Os conceitos de competências e narrativas permeiam parte expressiva dos trabalhos. Constatou-se que os portfólios são aplicados de forma muito diferenciada em cada escola, tanto como dispositivo de reflexão da prática, quanto como arquivo de trabalhos. As descrições referem-se à aplicação em determinadas disciplinas, em geral de práticas em serviços e comunidades e experimentos em situações focais. Por meio do portfólio, problematizam-se situações e estimula-se a reflexão e a busca de conhecimentos. Destaca-se o exercício da narrativa, que permite aliar a prática à teoria, facilitando a aprendizagem, além de ampliar a segurança e a habilidade do estudante – que precisa tomar decisões frente a situações reais, muitas vezes complexas –, fazendo com que este se torne um indivíduo ativo e crítico, com maior autonomia, intervindo na realidade. Comparando-se o número de projetos pedagógicos que citaram o uso do portfólio e as publicações encontradas, conclui-se que há grande carência de estudos voltados ao processo ensino-aprendizagem nas escolas médicas. Quanto aos achados a respeito da aplicação do portfólio, sobressaem as dificuldades relativas à manutenção do modelo biomédico nas escolas e métodos tradicionais de ensino e avaliação, bem como a falta de motivação e condições para que os docentes se dediquem a transformações que requerem capacitação, coesão e apoio institucional. Com a fragilidade na participação do professor e o excesso de tempo consumido na realização do portfólio, o estudante se depara com um instrumento que fomenta a autorreflexão e facilita seu aprendizado, mas também enfrenta a dificuldade de romper a barreira do ensino tradicional.

Palabras clave : Portfólio; Educação Médica; Avaliação Educacional.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )