SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Biological and morphological aspects of Mimallo amilia (Lepidoptera: Mimallonidae) in Eucalyptus urophylla leavesSphallenum tuberosum (Coleoptera: Cerambycidae) in Eucalyptus spp. plants in the Municipality of Prado, Bahia, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Árvore

Print version ISSN 0100-6762

Abstract

HOLANDA, Francisco Sandro Rodrigues et al. Vegetação ciliar afetada pela erosão na margem do baixo São Francisco, Nordeste do Brasil. Rev. Árvore [online]. 2005, vol.29, n.2, pp. 327-336. ISSN 0100-6762.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622005000200016.

Mudanças no regime hidrológico no baixo curso do rio São Francisco, localizado na Região Nordeste do Brasil, trouxeram impactos negativos, como a ameaça à fauna e à flora em um dos 25 "hotspots" do mundo para a conservação da biodiversidade, em razão da construção de usinas hidroelétricas e retiradas de água para irrigação em perímetros de irrigação públicos e privados. Foram estudados remanescentes da vegetação ciliar associados com a desestabilização dos barrancos do rio, em seis fragmentos de mata, por meio de levantamento florístico e histórico de degradação dos ecossistemas. Foi também realizado o cálculo do Fator de Segurança (FS), objetivando compreender a estabilidade dos taludes, relacionando com textura do solo e cobertura vegetal. Foi identificado um número total de 51 famílias botânicas, distribuídas em 71 gêneros e 79 espécies, predominantemente das famílias Mimosaceae, Myrtaceae e Fabaceae. A fragmentada vegetação ciliar, predominantemente dominada por espécies secundárias, sofreu forte pressão antropogênica pelos desmatamentos, mineração e irrigação, sob um avançado processo erosivo nas suas margens. Se faz necessária a revegetação com espécies que suportam a ação das ondas contra os barrancos, visando reduzir os constantes desmoronamentos de grandes blocos de terra que caem no canal do rio, responsáveis pelo assoreamento e pela perda de terras produtivas. Foi identificada a falta de uma atitude de preservação por parte dos ribeirinhos, constituindo-se em constante ameaça para a biodiversidade dos ecossistemas ripários.

Keywords : Levantamento florístico; vegetação ciliar; desestabilização de taludes; rio São Francisco.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English