SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue6Floristic of shrub - tree vegetation colonizing an area degraded by kaolin mining, in Brás Pires, MGTannin concentration in three simpatric medicinal plants from caatinga vegetation author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Árvore

Print version ISSN 0100-6762

Abstract

OLIVEIRA, José Tarcísio de; TOMASELLO, Mário  and  SILVA, José de Castro. Resistência natural da madeira de sete espécies de eucalipto ao apodrecimento. Rev. Árvore [online]. 2005, vol.29, n.6, pp. 993-998. ISSN 0100-6762.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622005000600019.

A resistência natural ao apodrecimento se constitui numa importante propriedade da madeira. Em se tratando das madeiras provenientes do gênero Eucalyptus, tal atributo se torna ainda mais importante, uma vez que tais madeiras são, na grande maioria das vezes, de difícil tratabilidade pelos métodos de tratamento convencionais. O objetivo do presente trabalho foi determinar a resistência natural da madeira de sete espécies de eucalipto em ensaio acelerado de laboratório ao fungo causador da podridão-parda Gloeophyllum trabeum. Foram ensaiadas madeiras das espécies de Corymbia citriodora, Eucalyptus tereticornis, E. paniculata, E. pilularis, E. cloeziana, E. urophylla e E. grandis com 16 anos de idade, que cresceram na Estação Experimental de Anhembi, em São Paulo, pertencente ao Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP. No que diz respeito ao apodrecimento causado pelo fungo Gloeophyllum trabeum, a madeira de eucalipto das sete espécies pode ser considerada resistente, uma vez que os valores de perda de massa foram sempre inferiores a 10%.

Keywords : Madeira; eucalipto; apodrecimento.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese