SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue4Quantification of carbon stored in the aerial part and roots of 12-year-old Hevea sp., in the "Zona da Mata Mineira"Physical and environmental behavior of solid waste in forest road pavements author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Árvore

Print version ISSN 0100-6762

Abstract

SOUZA, Agostinho Lopes de; OLIVEIRA, Marcio Leles Romarco de; SILVA, Elisiane Fátima da  and  COELHO, Danilo José da Silva. Caracterização fitossociológica em áreas de ocorrência natural de candeia (Eremanthus erythropappus (D.C.) MacLeish). Rev. Árvore [online]. 2007, vol.31, n.4, pp. 667-677. ISSN 0100-6762.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622007000400011.

A candeia vem sendo submetida a uma exploração desordenada, devido ao seu elevado potencial econômico. A solução para o controle da exploração de forma desordenada é o desenvolvimento e a execução de planos de manejo florestal, sendo, o conhecimento da estrutura de Eremanthus erythropappus (candeia), tanto na forma específica quanto na forma florestal, de fundamental importância para o desenvolvimento de um manejo adequado. Os objetivos deste trabalho foram estudar a estrutura de E. erythropappus, em diferentes ambientes, e caracterizar os parâmetros das estruturas horizontal, vertical e interna e as distribuições de diâmetro, área basal e volume da espécie. Foram utilizados dados de cinco áreas: as áreas 1, 2 e 3, maciços de candeia na forma específica; área 4, ocorrência rara de candeia; e área 5, ocorrência de candeia na forma florestal. Foram amostradas cinco parcelas de 400 m2 distribuídas sistematicamente em cada área. Após as análises, verificou-se que com o decorrer do tempo, cresce a população de outras espécies e decresce a população de candeia. A área 1 apresentou maiores valores de densidade absoluta, enquanto os melhores indivíduos de candeia, tanto em tamanho quanto em qualidade de fuste, ocorreram na área 5. Os indivíduos arbóreos das áreas estudas foram agrupados em dois estratos de altura total, porém os limites dos estratos verticais diferiram de uma área para outra. A distribuição da densidade (n ha-1) por classe de diâmetro para a comunidade arbórea e considerando apenas os indivíduos de candeia não diferiu significativamente pelo teste de Qui-quadrado.

Keywords : Estrutura fitossociológica; Itacolomi; distribuição diamétrica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese