SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue5Hipsometric, volumetric and taper equations for eleven Brazilian native speciesComparison of values estimated by sampling to characterize the structure of a forest area in the Amazon based on the information registered in the forestry census author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Árvore

Print version ISSN 0100-6762

Abstract

ORLANDINI, Dario; SILVA, Elizabeth Neire da; VALVERDE, Sebastião Renato  and  GOMES, José Mauro. Potencialidades das regiões brasileiras para instalação de uma fábrica de celulose. Rev. Árvore [online]. 2011, vol.35, n.5, pp.1053-1060. ISSN 0100-6762.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622011000600011.

Procurou-se neste estudo, com base na teoria de localização, classificar o território brasileiro segundo o potencial para atender às exigências de uma fábrica de celulose com produção anual de 1.000.000 t ano-1. Consideraram-se quatro exigências mínimas do empreendimento para serem os indicadores em potencial. A sobreposição de todos os mapas forneceu regiões com valores de 0 a 4, sendo classificadas como inviável (0), de baixo potencial (1), de médio potencial (2), de bom potencial (3) e de excelente potencial (4) para a implantação da fábrica. A análise final para o território nacional possibilitou identificar 30,47% de suas terras como áreas de excelente potencial para instalação de fábrica de celulose, 34,36% como de bom potencial, 11,54% como de médio, 23,63% de baixo potencial e 0% como inviável. Concluiu-se, principalmente, que o Brasil é dotado de grande potencial para atrair grande parte da mudança do eixo da produção mundial de celulose do hemisfério Norte para o hemisfério Sul, o que poderia alavancar a economia da região com inúmeras melhorias ambientais.

Keywords : Fábrica de celulose; Teoria da localização; Setor florestal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License