SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3Repercussões pulmonares após isquemia hepática parcial e reperfusão: modelo experimentalPrimeiro transplante duplo de fígado esquerdo intervivos adultos do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões

versão impressa ISSN 0100-6991

Resumo

SAAD JUNIOR, Roberto  e  GONCALVES, Roberto. Toda lesão do diafragma por ferimento penetrante deve ser suturada?. Rev. Col. Bras. Cir. [online]. 2012, vol.39, n.3, pp. 222-225. ISSN 0100-6991.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69912012000300011.

Os ferimentos da região tóracoabdominal podem cursar com ferimentos diafragmáticos em até 48% dos casos. Lesões associadas ao trauma diafragmático, estão presentes na maioria das vezes, o que facilita o diagnóstico da lesão diafragmática e em consequência impõe o tratamento operatório. Porém em 8 a 10% dos casos, as lesões diafragmáticas são isoladas e por apresentarem pouco ou nenhum sintoma, estas lesões podem passar despercebidas. Nestas situações, o diafragma poderia ser tratado de modo conservador, sem a sutura do mesmo? Após a realização de trabalhos experimentais com animais e de analisar a literatura, concluímos que ainda não podemos afirmar com certeza de que é possível não suturar um ferimento diafragmático.

Palavras-chave : Ferimentos penetrantes; Diafragma; Traumatismos abdominais; Traumatismos torácicos; Suturas.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português