SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue11Cervical ultrasonography versus Bishop score as a predictor of vaginal delivery author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203

Abstract

COSTA, Fabrício da Silva; MURTHI, Padma; KEOGH, Rosemary  and  WOODROW, Nicole. Rastreamento precoce da pré-eclampsia. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2011, vol.33, n.11, pp.367-375. ISSN 0100-7203.  https://doi.org/10.1590/S0100-72032011001100008.

A pré-eclâmpsia, que afeta cerca de 3 a 5% das mulheres grávidas, é a mais frequente complicação médica durante a gestação e a mais importante causa de morbidade e mortalidade maternal e perinatal. Durante as últimas três décadas, numerosos testes de rastreamento clínicos, biofísicos e bioquímicos foram propostos para a detecção precoce da pré-eclâmpsia. A literatura mostra grandes discrepâncias na sensibilidade e no valor preditivo de muitos desses testes. Nenhum teste de rastreamento isolado usado para a predição da pré-eclâmpsia tem ganhado ampla aceitação na prática clínica. Ao contrário, parece que o valor preditivo aumenta com a inclusão de um painel de testes, os quais incluem outros parâmetros clínicos. O objetivo desta revisão foi examinar a combinação dos fatores de risco maternos, a pressão arterial média, o Doppler das artérias uterinas com os marcadores séricos, na predição da pré-eclâmpsia.

Keywords : Pré-eclâmpsia [diagnóstico]; Fatores de risco; Artéria uterina [ultrassonografia]; Marcadores biológicos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License