SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue3Quality of life and menopausal symptoms in women with liver transplantsAssessment of pelvic floor by three-dimensional-ultrasound in primiparous women according to delivery mode: initial experience from a single reference service in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203

Abstract

FEITOSA, Alina Coutinho Rodrigues; SAMPAIO, Luciana Nunes; BATISTA, Ana Graciele Lessa  and  PINHEIRO, Carla Borges. Frequência de medo de agulhas e impacto de uma abordagem educacional multidisciplinar em gestantes com diabetes. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2013, vol.35, n.3, pp.111-116. ISSN 0100-7203.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032013000300004.

OBJETIVO: Avaliar a frequência do medo de agulhas e o impacto de um programa educacional multidisciplinar em mulheres com diabetes pré-gestacional e gestacional em uso de insulinas durante a gravidez. MÉTODOS: O questionário Diabetes Fear of Injecting and Self-testing Questionnaire (D-FISQ) resumido, composto por duas subescalas que acessam o medo de injeções (FSI) e o medo da automonitoração (FST), foi administrado duas vezes durante a gestação de 65 mulheres com diabetes pré-gestacional e gestacional: na primeira consulta endocrinológica e dentro das últimas duas semanas de gestação ou pós-parto. Durante a gravidez, as gestantes foram submetidas a um programa multidisciplinar sistematizado para prover educação em diabetes. A análise estatística foi realizada por meio dos testes de Wilcoxon e McNemar e a correlação de Spearman. Valor p<0,05 foi considerado como significativo. RESULTADOS: A aplicação do questionário D-FISQ resumido indicou que 43,1% das gestantes apresentavam medo de agulhas na primeira avaliação. Houve significativa redução nos escores das subescalas FSI e FST entre a primeira e segunda avaliação (primeiro FSI 38,5% comparado com o segundo 12,7%, p=0,001; primeiro FST 27,7% comparado com segundo FST 14,3%, p=0,012). CONCLUSÃO: O medo de agulhas é frequente em gestantes em uso de terapia com insulina, e um organizado programa multidisciplinar educacional em diabetes aplicado durante a gestação reduz os escores do medo.

Keywords : Diabetes gestacional [psicologia]; Insulina [administração & dosagem]; Educação em saúde; Medo; Injeções intravenosas [psicologia].

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License