SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue3Frequency of fear of needles and impact of a multidisciplinary educational approach towards pregnant women with diabetesAnatomical and functional characteristics of the pelvic floor in nulliparous women submitted to three-dimensional endovaginal ultrasonography: case control study and evaluation of interobserver agreement author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203

Abstract

ARAUJO JUNIOR, Edward et al. Avaliação do assoalho pélvico por meio da ultrassonografia tridimensional de mulheres primíparas de acordo com o tipo de parto: experiência inicial de um centro de referência do Brasil. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 2013, vol.35, n.3, pp.117-122. ISSN 0100-7203.  https://doi.org/10.1590/S0100-72032013000300005.

OBJETIVO: Avaliar as mudanças no assoalho pélvico de mulheres primíparas em diversos tipos de partos por meio da ultrassonografia tridimensional. MÉTODOS: Estudo de corte transversal prospectivo com 35 primigestas, divididas em grupos com relação ao tipo de parto: cesariana eletiva (n=10), parto vaginal (n=16) e fórceps (n=9). A ultrassonografia tridimensional do assoalho pélvico foi realizada no segundo dia pós-parto com a paciente em repouso. Utilizou-se transdutor convexo volumétrico (RAB4-8L) em contato com os grandes lábios vaginais, estando a paciente em posição ginecológica. Medidas biométricas do hiato urogenital foram tomadas no plano axial da imagem renderizada para avaliar a área, os diâmetros anteroposterior e transverso, a espessura média e a avulsão do músculo elevador do ânus. Diferenças entre os grupos foram avaliadas pela determinação da média das diferenças com seus respectivos intervalos de confiança de 95%. As proporções de avulsão do músculo elevador do ânus foram comparadas entre a cesárea eletiva e o parto vaginal pelo teste exato de Fisher. RESULTADOS: As áreas médias do hiato urogenital dos partos vaginais e fórceps foram 17,0 e 20,1 cm2, respectivamente, contra 12,4 cm2 do Grupo Controle (cesárea eletiva). Avulsão do músculo elevador do ânus foi observado em mulheres submetidas ao parto vaginal (3/25); no entanto, não houve diferença significativa entre os grupos cesárea e parto vaginal (p=0,5). CONCLUSÃO: A ultrassonografia tridimensional por via perineal foi útil na avaliação do assoalho pélvico de mulheres primíparas, diferenciando alterações pélvicas de acordo com o tipo de parto.

Keywords : Diafragma da pelve [ultrassonografia]; Paridade; Parto normal; Cesárea; Imagem tridimensional.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License