SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue2Empirical models for predicting yield loss of Phaseolus vulgaris due to coexistence with Brachiaria plantagineaWeed interference in cotton crop under no-tillage system author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Planta Daninha

Print version ISSN 0100-8358

Abstract

GRAVENA, R. et al. Análise do Crescimento de Hyptis suaveolens. Planta daninha [online]. 2002, vol.20, n.2, pp. 189-196. ISSN 0100-8358.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582002000200004.

O crescimento de H. suaveolens foi estudado em casa de vegetação, no delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. As plantas cresceram em vasos com capacidade de cinco litros, preenchidos com areia e irrigados com solução nutritiva, diariamente. Os atributos de crescimento das plantas foram avaliados dos 20 até os 160 dias após a emergência (DAE) da planta daninha, em intervalos regulares de 14 dias. A planta atingiu o máximo estimado de biomassa seca acumulada aos 145 DAE. A partir da emergência, até 104 dias, as folhas apresentaram maior participação no acúmulo de biomassa seca total da planta; posteriormente, os caules passaram a deter maior proporção dessa característica. A taxa de assimilação líquida foi crescente do início do ciclo até a época estimada de 71 DAE, decrescendo a seguir, provavelmente devido ao auto-sombreamento das folhas. A análise do crescimento indicou que H. suaveolens pode apresentar alta capacidade competitiva, podendo ser considerada planta infestante de crescimento tardio, quando presente nas culturas anuais de verão.

Keywords : taxa de crescimento; planta daninha; Glycine max.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese