SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número4Anatomia foliar das espécies Lantana camara e L. radula (Verbenaceae)Micromorfologia foliar na análise da fitotoxidez por glyphosate em Eucalyptus grandis índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Planta Daninha

versão impressa ISSN 0100-8358

Resumo

GALON, L. et al. Competição entre plantas de arroz e biótipos de capim-arroz (Echinochloa spp.) resistente e suscetível ao quinclorac. Planta daninha [online]. 2009, vol.27, n.4, pp. 701-709. ISSN 0100-8358.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582009000400008.

Objetivou-se com este trabalho avaliar a competitividade interespecífica de biótipos de capim-arroz resistente (R) e suscetível (S) ao herbicida quinclorac com a cultura do arroz irrigado. O experimento foi instalado em casa de vegetação e os tratamentos consistiram em manter uma planta de arroz cv. BRS Pelota no centro da unidade experimental, variando-se na periferia as densidades de capim-arroz em: 0, 1, 2, 3, 4 ou 5 plantas do biótipo R (ITJ-13) ou S (ITJ-17) oriundos da região de Itajaí-SC. O delineamento experimental utilizado foi o completamente casualizado, em esquema fatorial 2 x 6 com quatro repetições. Aos 40 dias após a emergência, foram avaliados as massas fresca e seca e o conteúdo de água de folhas, colmos e total da parte aérea do arroz e do capim-arroz. Houve efeito significativo dos tratamentos para todas as variáveis estudadas quando a cultura do arroz foi cultivada na presença de biótipos de capim-arroz R ou S. Esse efeito foi aditivo na proporção de 1 planta m-2. Entretanto, a capacidade competitiva dos biótipos de capim-arroz resistente e suscetível ao quinclorac, com as plantas de arroz, apresentou comportamento similar quando se variou a densidade de plantas por área.

Palavras-chave : interferência; resistência; controle químico; recursos do ambiente.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português