SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3Phyto-sociological evaluation of the weed community in areas in transition to organic coffeePerformance of roundup ready soybean under glyphosate application at different stages author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Planta Daninha

Print version ISSN 0100-8358

Abstract

MEDEIROS, E.V et al. Extrato etanólico de Senna alata no controle de Myrothecium roridum, agente casual do cancro-de-mirotécio. Planta daninha [online]. 2011, vol.29, n.3, pp. 577-583. ISSN 0100-8358.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-83582011000300011.

O fungo M. roridum é o causador da doença cancro-de-mirotécio em meloeiro e vem provocando grandes perdas na produção dessa olerícola. É uma doença de difícil controle, em razão de seu agente ser habitante do solo. Devido à procura de formas alternativas de controle, o objetivo deste trabalho foi avaliar a atividade dos extratos etanólicos de partes de S. alata sobre M. roridum. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, distribuído em esquema fatorial 4 x 6 + 1, sendo o primeiro fator partes da planta (caule, inflorescência, raiz e vagem) e o segundo, seis concentrações (0,25; 0,50; 50; 75; 250; e 500 µg mL-1) mais a testemunha, com quatro repetições por tratamento. As variáveis avaliadas foram: taxa de crescimento micelial (TCM), inibição do crescimento micelial (ICM) e área abaixo da curva do crescimento micelial (AACCM). Todos os extratos de partes vegetais de S. alata foram eficientes em inibir o crescimento micelial de M. roridum. O extrato etanólico da vagem foi o que melhor inibiu o crescimento de M. roridum, na concentração de 500 µg mL-1 , seguido do extrato da raiz e do caule.

Keywords : fungicida vegetal; Cucumis melo; metabólito secundário.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese