SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Floristic and phytosociological study of an urban forest fragment - Bosque dos Alemães, Campinas, SPBiologia reprodutiva de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae, Caesalpinioideae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Botany

Print version ISSN 0100-8404On-line version ISSN 1806-9959

Abstract

POTOMATI, ADRIANA  and  BUCKERIDGE, MARCOS S.. Efeito do ácido abscísico sobre a mobilização de galactomanano e desenvolvimento do embrião de Sesbania virgata (Cav.) Pers. (Leguminosae - Faboideae). Rev. bras. Bot. [online]. 2002, vol.25, n.3, pp.303-310. ISSN 1806-9959.  https://doi.org/10.1590/S0100-84042002000300006.

As sementes de Sesbania virgata (Leguminosae - Faboideae) acumulam galactomanano no endosperma, o qual é degradado após a germinação e seus produtos de degradação são transferidos para o embrião em crescimento. Neste trabalho verificou-se que o ácido abscísico (ABA 10-4 M) retarda a germinação de sementes de S. virgata e inibe o crescimento do embrião. Sobre as massas fresca e seca deste, o ABA teve efeito transitório sobre o segundo e efeito drástico sobre o primeiro, sugerindo que sua ação seja na absorção de água pelo embrião em crescimento. Um efeito parcial do ABA foi verificado sobre a degradação do galactomanano e sobre a atividade de uma das enzimas de degradação, a a-galactosidase. O ABA atuou sobre a mobilização quando aplicado antes ou durante o período experimental e menos quando aplicado depois. O efeitos sobre a massa fresca do embrião foram similares aos observados para o endosperma, porém, não houve efeito sobre a massa seca do embrião. Quando endosperma e embriões isolados foram tratados de forma similar, observou-se efeito do ABA sobre a mobilização em todos os casos, mas sobre a massa fresca do embrião, este só foi verificado quando o ABA foi mantido durante todo o período experimental. Como houve uma grande diferença em massa fresca do embrião quando o endosperma foi retirado, concluiu-se que o galactomanano funciona mais como uma reserva de água do que de carbono para o embrião e que a ação do ABA parece ser principalmente na modulação da degradação do galactomanano e o processamento de seus produtos pelo embrião.

Keywords : abscisic acid; galactomannan; seed; Leguminosae; storage mobilisation.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License