SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3Sulfated bromophenols from Osmundaria obtusiloba (C. Agardh) R. E. Norris (Rhodophyta, Ceramiales)Reproductive phenology, floral morphology and incompatibility system in distylous species of Rubiaceae in a forest fragment in southeastern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Botany

On-line version ISSN 1806-9959

Abstract

CARVALHO, Raquel  and  MACHADO, Isabel Cristina. Rodriguezia bahiensis Rchb. f. : biologia floral, polinizadores e primeiro registro de polinização por moscas Acroceridae em Orchidaceae. Rev. bras. Bot. [online]. 2006, vol.29, n.3, pp. 461-470. ISSN 1806-9959.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-84042006000300013.

O gênero Rodriguezia distribui-se pela América Tropical, com cerca de 40 espécies, pouco conhecidas quanto à biologia floral e polinização. Rodriguezia bahiensis é endêmica ao Nordeste do Brasil e apresenta flores com atributos associados às síndromes de psicofilia e melitofilia. No entanto, a população estudada está associada a uma ampla guilda de visitantes florais incluindo borboletas, abelhas, mariposas, beija-flores e moscas Acroceridae, este último grupo registrado pela primeira vez atuando como polinizadores em representantes de Orchidaceae. As flores apresentam néctar como recurso, encontrado em baixa quantidade, o que em conjunto com a presença de guias de néctar imitando pólen sugere a ocorrência de um mecanismo de polinização combinando recompensa e engano. Embora a população estudada esteja associada a uma larga guilda de visitantes, a formação natural de frutos da população é baixa (6,57%), o que pode estar associado à alta frequência de pilhadores e possível auto-incompatibilidade na espécie estudada.

Keywords : Orchidaceae generalista; polinização por moscas; Rodriguezia; Philopota.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese