SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue4Volatile profile of heated soybean oil treated with quercetin and chlorogenic acidCholesterol content and proximate composition of some fish species from the Ceará state author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Food Science and Technology (Campinas)

On-line version ISSN 1678-457X

Abstract

SOUSA, Márcia Barbosa de et al. α-, β-caroteno e α-tocoferol em algas marinhas in natura. Ciênc. Tecnol. Aliment. [online]. 2008, vol.28, n.4, pp. 953-958. ISSN 1678-457X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612008000400030.

O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial de 32 espécies de algas marinhas das divisões Chlorophyta, Rhodophyta e Phaeophyta como fontes de α- e β-caroteno e α-tocoferol. Todas as clorofíceas analisadas apresentaram α- e β-caroteno. Os teores máximo e mínimo de α-caroteno foram detectados nas espécies do gênero Caulerpa e em Codium decorticatum, respectivamente; e β-caroteno foi mais baixo em Caulerpa mexicana e mais elevado em Ulva fasciata. Dentre as rodofíceas, 11 espécies apresentaram α-caroteno, com máximo em Botryocladia occidentalis. β-caroteno foi encontrado em todas as algas vermelhas analisadas com teores mínimo e máximo em Gracilaria caudata e Bryothamnion triquetrum, respectivamente. As feofíceas apresentaram apenas β-caroteno, com mínimo e máximo em Dictyopteris delicatula e Padina gymnospora, respectivamente. Na divisão Chlorophyta, α-tocoferol, foi máximo em Codium decorticatum e mínimo em Caulerpa prolifera. Na Rhodophyta, 12 espécies apresentaram α-tocoferol com teor máximo em Enantiocladia duperreyi. Na Phaeophyta, α-tocoferol foi encontrado com valores mínimo e máximo em Lobophora variegata e Dictyota dichotoma, respectivamente.

Keywords : algas marinhas; carotenóides provitamina A; vitamina E; CLAE.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese