SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número4Tratamento térmico (HTST) de polpa de umbu (Spondias tuberosa Arruda Câmara)Comportamento higroscópico do buriti (Mauritia flexuosa) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Food Science and Technology (Campinas)

versão impressa ISSN 0101-2061

Resumo

MALACRIDA, Cassia Roberta; KIMURA, Mieko  e  JORGE, Neuza. Caracterização de um óleo alto oleico extraído de sementes de mamão (Carica papaya L.). Ciênc. Tecnol. Aliment. [online]. 2011, vol.31, n.4, pp. 929-934. ISSN 0101-2061.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612011000400016.

As características físico-químicas e as composições de ácidos graxos, tocoferóis e carotenoides do óleo bruto extraído de sementes de mamão (Carica papaya L.), variedade formosa, foram investigadas. O rendimento em óleo das sementes foi de 29,16%. Os dados obtidos para os índices analíticos comparam-se bem com os de outros óleos comestíveis. O óleo apresentou elevada resistência à oxidação (77,97 horas). Os principais ácidos graxos quantificados foram o oleico (71,30%), seguido pelo palmítico (16,16%), linoleico (6,06%) e esteárico (4,73%). O α e Δ-tocoferol foram os tocoferóis predominantes com 51,85 e18,9 mg.kg-1, respectivamente. A β-criptoxantina (4,29 mg.kg-1) e o β-caroteno (2,76 mg.kg-1) foram os carotenóides quantificados e o conteúdo de compostos fenólicos totais foi de 957,60 mg.kg-1. Assim, a potencial utilização das sementes de mamão para a produção de óleo parece ser favorável. Entretanto, estudos toxicológicos são ainda necessários antes de o óleo ser indicado para utilização em alimentos.

Palavras-chave : óleo de sementes; ácido graxo; tocoferol; carotenóide; fenólicos totais.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · pdf em Inglês