SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 issue3Clinical and pathological correlations of C4d immunostaining and its infl uence on the outcome of kidney transplant recipientsTen-year follow-up of kidney transplantation with living unrelated donor author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Nefrologia

Print version ISSN 0101-2800

Abstract

FERREIRA, Lara Beatriz Delfino et al. Efeito da sobreposição de um modelo de obesidade neuroendócrina experimental e hipertensão arterial sobre a pressão arterial, peso corporal e parâmetros metabólicos e renais de ratos. J. Bras. Nefrol. [online]. 2011, vol.33, n.3, pp. 338-344. ISSN 0101-2800.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002011000300010.

INTRODUÇÃO: A elevação do índice de massa corporaleapresençadesíndromemetabólica se associam com diminuição da função renal e o aparecimento de doença renal terminal. OBJETIVO: Avaliar o efeito da sobreposição de um modelo de obesidade experimental e hipertensão arterial sobre a pressão arterial, peso corporal e parâmetros metabólicos e renais de ratos. MÉTODOS: Foram estudados ratos machos das cepas Wistar e espontaneamente hipertensos (SHR). Os grupos MSG receberam glutamato monossódico no período neonatal (WST + MSG e SHR + MSG). Os animais controles receberam salina no período neonatal (WST e SHR). Após completarem três meses de vida, por 12 semanas foram pesados e tiveram a pressão arterial de cauda aferida semanalmente. A determinação de microalbuminúria foi realizada nas semanas 0, 4, 8 e 12. Ao final do período de acompanhamento, coletou-se sangue para glicemia de jejum, creatinina e perfil lipídico. Os rins foram retirados, corados e o índice de esclerose glomerular foi calculado. RESULTADOS: A administração de MSG produziu maior ganho percentual de peso corporal, elevação da glicemia de jejum e maior grau de lesão glomerular nos ratos WST -MSG e SHR -MSG quando comparados aos seus controles. Houve maior excreção urinária de albumina nos ratos do Grupo SHR + MSG quando comparados aos SHR. Não houve diferença estatística na pressão arterial de cauda, creatinina e parâmetros do metabolismo lipídico. CONCLUSÕES: A associação de obesidade neuroendócrina e a hipertensão arterial promoveram alterações morfológicas e funcionais no glomérulo mais severas do que aquelas observadas nos ratos somente hipertensos.

Keywords : Obesidade; Glutamato de sódio; Ratos endogâmicos SHR; Albuminúria; Glomérulos renais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese