SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue1A comparative analysis of pre- and post-dialysis albumin as indicators of nutritional and morbi-mortality risks in haemodialysis patientsSimilarity between blood pressure values assessed by auscultatory method with mercury sphygmomanometer and automated oscillometric digital device author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Jornal Brasileiro de Nefrologia

Print version ISSN 0101-2800

Abstract

EZEQUIEL, Danielle Guedes Andrade; COSTA, Monica Barros; CHAOUBAH, Alfredo  and  PAULA, Rogerio Baumgratz de. Efeito da perda de peso sobre a hemodinâmica renal em portadores da síndrome metabólica. J. Bras. Nefrol. [online]. 2012, vol.34, n.1, pp. 36-42. ISSN 0101-2800.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-28002012000100006.

OBJETIVO: No presente artigo, investigou-se o impacto da redução do peso corporal na excreção urinária de albumina e na depuração da creatinina em indivíduos obesos com síndrome metabólica. MÉTODOS: Trinta e cinco indivíduos foram submetidos à dieta hipocalórica por um período de 12 semanas, visando uma redução mínima de 5% do peso corporal. Os voluntários foram submetidos à avaliação metabólica (teste oral de tolerância à glicose, dosagens de lípides plasmáticos e ácido úrico) e à avaliação de parâmetros hemodinâmicos renais (depuração da creatinina e excreção urinária de albumina), antes (fase 1) e após 12 semanas de dieta hipocalórica (fase 2). RESULTADOS: Após o período de intervenção, os voluntários foram divididos em dois grupos: indivíduos que atingiram o alvo para redução de peso (respondedores: R, n = 14) e pacientes que não atingiram a meta para redução de peso (não-respondedores: NR, n = 21). Indivíduos do Grupo R apresentaram melhora do perfil lipídico, da redução da excreção urinária de albumina (mediana = 162.5 mg/24 horas, variação: 0,8 a 292 mg/24 horas, na fase 1 para 10,4 mg/24 horas, variação: 1,6 a 22,4 mg/24 horas, na fase 2), além de redução significante da depuração da creatinina (121,4 ± 66,5 mL/min. para 92,9 ± 35,6 mL/min., p = 0,001). No Grupo NR, não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre as fases 1 e 2 do estudo. CONCLUSÃO: A redução do peso corporal teve impacto positivo na hemodinâmica renal, reduzindo a excreção urinária de albumina e a hiperfiltração glomerular em indivíduos obesos com síndrome metabólica.

Keywords : Obesidade; Síndrome X Metabólica; Albuminúria; Falência Renal Crônica.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English