SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.37 número3Avaliação da tolerabilidade do micofenolato sódico com revestimento entérico versus micofenolato mofetil em receptores de transplante renalEstado nutricional e ganho de peso interdialítico de pacientes com doença renal crônica em hemodiálise índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Nephrology

versão impressa ISSN 0101-2800versão On-line ISSN 2175-8239

Resumo

RAMOS, Elizabeth Cristina Carpena; SANTOS, Iná da Silva dos; ZANINI, Roberta de Vargas  e  RAMOS, José Maurício Grahl. Qualidade de vida de pacientes renais crônicos em diálise peritoneal e hemodiálise. J. Bras. Nefrol. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp.297-305. ISSN 0101-2800.  http://dx.doi.org/10.5935/0101-2800.20150049.

Introdução:

Há controvérsias quanto à qualidade de vida (QV) de pacientes renais crônicos tratados com diferentes métodos dialíticos.

Objetivo:

Comparar a QV de pacientes renais crônicos em diálise peritoneal (DP) e hemodiálise (HD).

Métodos:

Estudo transversal nos três centros de diálise de Pelotas/RS. Pacientes em DP foram entrevistados após consulta mensal de rotina e os em HD, entre 1ª-2ª horas da sessão dialítica, com questionário estruturado. QV foi avaliada com Short-Form Health Survey (SF-36). Médias dos oito domínios do SF-36 foram comparadas entre os grupos.

Resultados:

Dos 345 pacientes elegíveis (63 em DP e 282 em HD), foram entrevistados 317 (8% de perdas/recusas). Cerca da metade nos dois grupos estava em diálise há no máximo 3 anos. Havia maioria de mulheres em DP e de homens em HD. Pacientes em DP relataram menos "dor" do que os em HD (escores médios 76,5 e 64,3, respectivamente; p = 0,0040). Não houve diferença nos demais domínios do SF-36.

Discussão:

A utilização de HD em Pelotas é um pouco menor que a detectada pelo Censo Brasileiro de Diálise (2011), sendo o uso de DP semelhante ao de alguns países europeus. Melhor escore no domínio "dor" entre pacientes em DP é consistente com o observado em outros estudos, embora haja também relatos de nenhuma diferença entre as modalidades e de vantagens da DP em outros domínios que não foram detectados no atual estudo.

Conclusão:

É semelhante a QV dos pacientes em DP ou HD, exceto no domínio dor, que foi menos intensa entre os pacientes em DP.

Palavras-chave : diálise peritoneal; diálise renal; qualidade de vida.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )