SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 Oral manifestations of renal tubular acidosis associated with secondary rickets: case reportRenal histological findings in a patient with acute renal injury associated with purpura fulminans: a case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Nephrology

Print version ISSN 0101-2800On-line version ISSN 2175-8239

Abstract

CHAIBEN, Viviane Bernardes de Oliveira et al. Cognição e função renal: achados de uma população brasileira. J. Bras. Nefrol. [online]. In press. , pp.-.  Epub Sep 13, 2018. ISSN 0101-2800.  http://dx.doi.org/10.1590/2175-8239-jbn-2018-0067.

Introdução:

A elevação da prevalência de doença renal crônica (DRC) traz consigo um impacto potencial sobre o risco de aceleração da demência. A possível associação entre taxa de filtração glomerular (TFGe) e desempenho cognitivo foi pouco estudada. O objetivo do presente estudo foi avaliar os níveis de desempenho cognitivo em indivíduos com diferentes graus de função renal.

Métodos:

Foram analisados 240 pacientes ambulatoriais atendidos em um serviço de nefrologia classificados segundo a TFGe em grupos com DRC avançada (≤ 30ml/min/1,73m2), moderada (30,1ml/min/1,73m2 a ≤ 60ml/min/1,73m2) ou leve (> 60ml/min/1,73m2). Testes de memória por listas de palavras, fluência semântica, o mini exame do estado mental e o teste das trilhas (TT) foram aplicados para avaliar o desempenho cognitivo. No TT, escores mais baixos representam melhor cognição. Na regressão linear, função cognitiva foi considerada como variável dependente, enquanto os grupos baseados na TFGe foram considerados como variáveis explicativas. O grupo com TFGe > 60ml/min foi utilizado como referência e os modelos foram ajustados para fatores de confusão.

Resultados:

Em nossa população (n = 240), 64 pacientes (26,7%) foram diagnosticados com DRC avançada, 98 (40,8%) com DRC moderada e 78 (32,5%) com DRC leve. Não houve diferença estatística entre eles no MEEM ou no teste de fluência verbal. Contudo, em relação aos indivíduos com DRC leve, os pacientes com DRC avançada apresentaram desempenho cognitivo significativamente pior medido pelo TT A [50,8s ± 31,1s x 66,6s ± 35,7s (p = 0,016)] e TT B [92,7s ± 46,2s x 162,4s ± 35,7s (p < 0,001)]. Escores significativamente mais baixos no TT B (IC95%) 33,0s (4,5-61,6s) foram observados nos pacientes com DRC leve em comparação com o grupo com DRC avançada na análise multivariada ajustada para idade, escolaridade, sexo, diabetes e uso de álcool.

Conclusão:

DRC avançada esteve independentemente associada a pior desempenho cognitivo medido por um teste de desempenho executivo em comparação à DRC leve.

Keywords : Insuficiência Renal; Disfunção Cognitiva; Demência; Testes Neuropsicológicos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )