SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue2Hydration control for priming of asparagus seedsAssessment of vigor in simple and pelletized lettuce seeds author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Sementes

Print version ISSN 0101-3122

Abstract

COSTA, Paulo Roberto; CUSTODIO, Ceci Castilho; MACHADO NETO, Nelson Barbosa  and  MARUBAYASHI, Oswaldo Massuo. Estresse hídrico induzido por manitol em sementes de soja de diferentes tamanhos. Rev. bras. sementes [online]. 2004, vol.26, n.2, pp. 105-113. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222004000200015.

A primeira etapa na seqüência de eventos da germinação é a embebição. A limitação de água pode diminuir a velocidade de germinação ou até impedi-la. Em condições de deficiência hídrica sementes de diferentes tamanhos podem apresentar comportamentos distintos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da deficiência hídrica induzida por manitol na qualidade fisiológica de sementes de soja dos cultivares 'IAC-18' e 'IAC-22', classificadas em peneiras nos tamanhos 12 e 13, e, 12, 13 e 14, respectivamente. As sementes foram semeadas em substrato de papel umedecido com soluções de manitol de diferentes concentrações (0; 44,58; 89,17; 133,75g L-1 de água destilada) produzindo os potenciais hídricos de 0, -0,6, -1,2 e -1,8MPa, respectivamente. Os tratamentos foram avaliados por meio dos seguintes testes: germinação, primeira contagem de germinação, classificação do vigor das plântulas, comprimento de hipocótilo e raiz e massa seca da parte aérea e raiz. O experimento foi conduzido no delineamento inteiramente casualizado com os tratamentos dispostos em arranjo fatorial 2x4 e 3x4 (tamanho de semente x concentração de manitol), para cada cultivar. Os resultados indicaram que, para o cultivar 'IAC-18', os potenciais calculados de -0,52 e -0,49MPa permitiram a máxima germinação, respectivamente para as sementes classificadas nas peneiras 12 e 13. Para o cultivar 'IAC-22', nos potenciais calculados de -0,514, -0,51 e -0,46MPa foram obtidas as máximas germinações para as sementes classificadas nas peneiras 12, 13 e 14, respectivamente. Até o potencial de -1,27MPa e -1,04MPa, respectivamente, para os cultivares 'IAC-18' e 'IAC-22', as sementes maiores apresentaram maior germinação. A germinação foi menos afetada que as avaliações de desenvolvimento das plântulas, nos diferentes níveis de potencial, pois estas características foram decrescentes com a diminuição dos potenciais hídricos.

Keywords : Glycine max; deficiência hídrica; peneiras; classificação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese