SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue2Seed ongevity of mutamba (Guazuma ulmifolia Lam. - Sterculiaceae) in the soil under natural conditionsPhysiological quality of Ocotea porosa ( Ness et Martius ex Ness) seeds after different storage and sowing conditions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Sementes

Print version ISSN 0101-3122

Abstract

CARVALHO, Leticia Renata de; SILVA, Edvaldo Aparecido Amaral da  and  DAVIDE, Antonio Claudio. Classificação de sementes florestais quanto ao comportamento no armazenamento. Rev. bras. sementes [online]. 2006, vol.28, n.2, pp. 15-25. ISSN 0101-3122.  http://dx.doi.org/10.1590/S0101-31222006000200003.

Este trabalho teve como objetivos realizar um levantamento sobre a classificação de sementes de espécies florestais quanto ao comportamento durante o armazenamento e verificar a relação da classificação proposta com os grupos ecológicos das mesmas. Foram estudadas 39 espécies florestais presentes em remanescentes de matas ciliares na bacia do Alto e Médio Rio Grande, MG. A viabilidade das sementes e o grau de umidade foram obtidos para as sementes recém-beneficiadas; sementes recém-beneficiadas armazenadas em embalagem semipermeável a 5ºC durante 90 dias; e para sementes secas antes e após o armazenamento em embalagem impermeável sob temperaturas de 5ºC e -18ºC durante 90 dias. A análise estatística foi realizada comparando-se, por sobreposição, os intervalos de confiança das médias de porcentagem de germinação para cada espécie. As sementes das diferentes espécies foram classificadas como ortodoxas ou recalcitrantes durante o armazenamento. As sementes classificadas como ortodoxas são as que pertencem as espécies: Alchornea triplinervea, Anadenanthera colubrina, Aspidosperma cylindrocarpon, Aspidosperma polyneuron, Bowdichia virgilioides, Ceiba speciosa, Hymenaea courbaril, Lafoensia pacari, Lecythis pisonis, Lithraea molleoides, Maclura tinctoria, Myroxylon peruiferum, Myrsine umbellata, Rudgea viburnoides, Schinus terebinthifolius, Solanum granuloso-leprosum, Tabebuia crysotricha; e recalcitrantes as demais: Calophyllum brasiliense, Calyptranthes lucida, Cupania vernalis, Eugenia handroana, e Talauma ovata. O comportamento ortodoxo foi verificado para sementes de espécies pioneiras, clímax exigentes de luz para o crescimento da plântula e para espécies clímax tolerantes à sombra. Sementes classificadas como recalcitrantes foram encontradas para espécies clímax tolerantes à sombra e clímax exigentes de luz.

Keywords : conservação; espécies florestais; grupos ecológicos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese